Últimas

Jogadores do Corinthians admitem queda de rendimento no segundo tempo, mas ainda confiam em título

Timão foi para o intervalo vencendo por 1 a 0, mas acabou levando a virada no segundo tempo

O Corinthians foi melhor do que o Santos no primeiro tempo e saiu na frente com gol de Marlone após belo passa de Rodriguinho. Na volta do intervalo, porém, o time comandado por Cristóvão Borges caiu demais de rendimento e acabou sofrendo a virada. Após o apito final do árbitro, os jogadores analisaram a atuação da equipe.

“A gente não conseguiu, do meio do segundo tempo para frente, pressionar. Isso fez com o que o Santos mantivesse a bola no pé e chegasse ao gol. Precisávamos manter um nível de padrão para não cair o rendimento no decorrer das partidas”, afirmou Fagner.

“Acho que eles acertaram duas bolas paradas. Eu não vi o lance do pênalti (de Vilson), se foi, não sei. Mas a outra foi falta de atenção nossa ali no segundo pau. Acho que a gente, no começo, estava criando, tentando. Depois do primeiro gol, recuamos um pouco e eles tomaram posse. Enfim, agora é pensar no próximo jogo e conseguir a vitória”, acrescentou Marlone.


(Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Marquinhos Gabriel, que entrou durante a segunda etapa, concordou com a opinião dos companheiros, mas fez questão de dizer que o Timão ainda está na briga pelo título.

“Primeiro tempo a gente marcou bem, a equipe toda compacta, conseguimos fazer um gol. Mas agora precisamos erguer a cabeça, fizemos uma vitória boa com o Sport, mas não está tudo perdido, a gente ainda pode sonhar com o título”, declarou.

“Não, a gente tem que sonhar até o final, acreditar. Só a gente dentro de campo pode mudar a rota do campeonato”, finalizou.

Com o revés, o Corinthians segue na quarta colocação, com 40 pontos. A equipe volta a campo para encarar o Coritiba, na quarta-feira (14), às 21h45 (de Brasília), no estádio Couto Pereira.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Santos 2 x 1 Corinthians | Os números da derrota do Timão | A classificação do BR



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook