Últimas

Marion Cotillard confirma gravidez e nega ser pivô da separação Pitt e Jolie

Marion Cotillard é apontada como pivô de separação de Angelina Jolie e Brad Pitt (Foto: AFP)Marion Cotillard é apontada como pivô de separação de Angelina Jolie e Brad Pitt (fotos de arquivo)

Depois de ter seu nome envolvido na separação de Angelina Jolie e Brad Pitt, Marion Cotillard resolveu se pronunciar nesta quarta-feira, 21, em seu perfil no Instagram. A atriz francesa, que namora Guillaume Canet – e que foi apontada como pivô do rompimento do agora ex-casal “Brangelina” -, confirmou que está grávida e desabafou na rede social.

“Essa será a minha primeira e única reação ao furacão de notícias que pipocaram nas últimas 24 horas, nas quais fui envolvida. Eu não costumo comentar coisas assim nem levá-las a sério, mas essa situação está se desdobrando e afetando pessoas que amo. Então tenho que falar. Primeiramente, há muitos anos, eu conheci o homem da minha vida, pai do nosso filho e do bebê que eu estou esperando. Ele é o meu amor, meu melhor amigo, o único que eu preciso”, escreveu.

Marion continuou: “Em segundo lugar, para aqueles que disseram que eu estou devastada, eu estou muito bem, obrigada. Toda essa conversa orquestrada não me incomoda. E para toda a mídia e haters que são rápidos em fazer julgamentos, eu sinceramente os desejo uma recuperação rápida. Finalmente, eu desejo que Angelina e Brad, a quem respeito profundamente, encontrem paz nesse momento muito tumultuado. Com todo o meu amor, Marion”, finalizou.

Brad Pitt ‘implorou’ para que Angelina não pedisse o divórcio
Depois de meses de crescentes tensões entre os dois, Angelina Jolie pediu o divórcio de Brad Pitt. O fim de um casamento de dois anos e de um relacionamento de 12. “As coisas foram sendo construídas por um longo período. Não foi uma coisa qualquer”, disse uma fonte próxima à atriz à revista “People”. “Ela amou esse homem por muitos anos e o divórcio não é algo que você faz impulsivamente”, completou a fonte em entrevista que estará na edição da publicação que chega às bancas na próxima sexta-feira, 23.

Já uma pessoa ouvida pela revista próxima a Brad Pitt disse: “Houve claramente um ponto de ruptura, onde ela (Angelina) não aguentava mais. Ele mostrou seu lado e disse que não poderia seguir em frente, e ela reagiu”, contou sem detalhes.

Na matéria de capa da “People”, fontes contaram que Angelina disse a Pitt que queria o divórcio e ele teria implorado para que ela esperasse. A revista conta ainda que os atores viram as diferenças entre eles e sobre como educar os filhos aumentarem após o casamento em 2014. Segundo a publicação, Pitt seria mais rigoroso quando o assunto era a educação dos filhos, enquanto Angelina adotava uma postara mais relaxada.

Ainda de acordo com uma pessoa próxima a Pitt, Angelina Jolie contou ao ator que queria a separação apenas dois dias antes de dar entrada no pedido de divórcio na corte de Los Angeles no dia 19 de setembro. “Ele ficou destruído”, afirmou a fonte à revista. “Ele pediu a ela para que ela fizesse tudo discretamente. Não para salvar o casamento, mas pensando no bem estar dos filhos. E foi ignorado por ela.”, completou. Já uma pessoa ligada a Angelina Jolie – que afirmou em comunicado que a decisão foi “para a saúde de sua família” – rebateu e disse que “ela fez o que precisava ser feito”.

No entanto, as fontes ouvidas pela “People” concordam que Angelina Jolie e Brad Pitt ainda se amam. “Eles têm seis filhos juntos e estarão sempre na vida um do outro”.


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook