Últimas

Média de público do Vasco na Série B 2016 é mais um fator que prova: o torcedor cansou

Em sua terceira passagem pela segunda divisão, o Gigante da Colina tem apenas a sexta melhor média de torcida. No título carioca, presença foi quase três vezes maior


GOAL Por Tauan Ambrosio 


A vitória por 3 a 2 sobre o Oeste, no último sábado (10), marcou a volta da vitória para o Vasco. Mas, se ficou feliz por voltar a somar os três pontos depois de um mês, outra marca deixou os cruzmaltinos um pouco envergonhados: foi o 100º jogo do Gigante da Colina na segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Os últimos anos não foram dos mais fáceis para este que é um dos maiores clubes do Brasil. Em 2008, veio o primeiro descenso e em 2013 o segundo. Na primeira oportunidade, o clube fez uma excelente campanha e conquistou o título/acesso com 22 vitórias e seis derrotas. Como costuma acontecer com gigantes que caem pela primeira vez, a torcida abraçou o time. A média final como mandante foi de 25.730 torcedores.

Na campanha da Série B em 2009, a massa vascaína abraçou o time (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

Público presente no Maracanã no empate com o Icasa, em 2014, que garantiu o retorno à primeira divisão (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

Na segunda passagem pela Série B, a campanha decepcionou. O clube de São Januário não conquistou o título, mas o terceiro lugar (16V, 15E, 7D) serviu para o clube subir. Apesar de ter sido o líder no ranking de torcedores, o Cruzmaltino viu a sua média cair consideravelmente em relação a 2009: média de 14.232 torcedores por jogo.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Série B: classificação | Próximos jogos | Tévez leva vermelho por ‘boca suja’


Só que nada se compara, até o momento, com a baixíssima marca da temporada 2016. Em sua terceira passagem pela segundona, o Vasco ocupa apenas a sexta posição na tabela de média de torcida por jogo. Até a 24ª rodada, foram cerca de 4.808 torcedores por jogo (CRB, Sampaio Corrêa, Paysandu, Bahia e Ceará estão, respectivamente – e em ordem crescente – na frente dos cariocas).

Arquibancadas vazias em São Januário são praticamente regra nesta Série B 2016 (Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

O fator São Januário não tem sido tão favorável quanto era em um passado, já não tão recente, de Mauro Galvão, Felipe, Pedrinho, Juninho Pernambucano e etc. Jogando em sua tradicional casa, o Cruzmaltino ainda não conseguiu superar a marca de 10 mil presentes. O mesmo não acontece quando o Gigante da Colina joga fora de casa, e o que atesta isso é o seguinte dado: dentre os dez maiores públicos da Série B 2016, cinco deles tiveram o Vasco da Gama como time visitante – e com torcida vascaína no estádio, é lógico.

A torcida do Vasco sabe que o clube deverá subir para a Série A sem grandes problemas, mas já não aguenta mais ver (pelo menos no estádio) o seu time nos lugares periféricos dos grandes palcos do futebol nacional. E vale constatar: em apenas 18 jogos, o Vasco teve média muito maior no Campeonato Carioca (13.586). Motivo? Boa campanha e título conquistado.

Torcedores comemoram, com Riascos, o título carioca de 2016 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook