Últimas

Metrô de São Paulo registra dois casos de ataques com seringa

A estudante Gabriela Silva, 20 anos, disse ter sido mais uma vítima dos ataques com agulhas dentro do Metrô de São Paulo. Em sua página no Facebook, a jovem relata que sofreu uma “pressão pontiaguda” na nádega por volta das 7h, no domingo, na estação Tucuruvi, da linha 1.

“Cheguei na faculdade e não deu para ver nenhuma marca de sangue, mas, mesmo assim, fui ao hospital (Instituto Emílio Ribas), e lá o doutor me passou os coquetéis profiláticos que vou tomar durante 28 dias. Chorei muito, muito mesmo, não porque isso aconteceu comigo, mas porque existem pessoas assim”.

A jovem relatou que havia outra vítima dos ataques de seringa no hospital, que disse ter sido picada na Estação da Luz, no centro, cerca de 30 minutos antes.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook