Últimas

Ministério Público suspende Marcha para Jesus em Guarulhos

23/09/2016 – 17:00

Órgão quer esclarecimentos sobre verba pública para pagamento de cachê de artistas



Ministério Público suspende Marcha para Jesus em Guarulhos MP suspende Marcha para Jesus em Guarulhos

O Ministério Público Estadual (MPE) cancelou a 13ª Marcha para Jesus da cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, que aconteceria nesse sábado (24).

O órgão desconfia que a prefeitura destinaria dinheiro público para o pagamento do cachê dos cantores que se apresentariam no evento.

O promotor Nadim Mazloum recomendou que a Prefeitura não utilize recursos públicos para a realização do evento evangélico.

A recomendação do promotor é que, caso tenha contratações feitas pela prefeitura para este evento, o Munícipio, através da Secretaria da Cultura, declare a “nulidade dos respectivos contratos administrativos”.

A prefeitura teve 48 horas a contar do dia 19 de setembro, data que o documento foi publicado, para acatar a decisão e então cancelou a realização da Marcha.

Os organizadores do evento utilizaram as redes sociais para informar os evangélicos da cidade que a Marcha para Jesus estava cancelada.

A nota, diz apenas “que o Ministério Público manifestou-se contrário a realização do evento” e destacou que nos últimos 13 anos a Marcha tem reunido famílias para “um dia de paz, onde pessoas de diferentes idades, igrejas e crenças se reúnem para o bem da cidade”.

Os organizadores ainda destacam que além de ser um evento religioso, a Marcha para Jesus tem cárater social ao fazer campanhas contra as drogas, promover a sustentabilidade, o uso racional da água e outros temas relevantes.

“Além da fé, a Marcha também tem um propósito social onde diversos voluntários prestam serviços a sociedade, como agerição de pressão, tipagem sanguínea, atendimento jurídico, psicológico entre outros”.

A Marcha para Jesus deve ter uma nova data marcada, enquanto isso os organizadores irão buscar meios legais e parceiros para o evento.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook