Últimas

Motorista do Uber é morto a tiros em SP; grupo protesta e decide parar

Um motorista do Uber foi assassinado a tiros na região do Sacomã na zona sul da capital paulista, na noite desta quinta-feira. A Polícia Civil investiga os autores do crime.

Osvaldo Luís Modulo Filho, de 51 anos, morreu após ser baleado na Rua Antônio de Lotufo, no Sacomã, por volta das 22 horas. A vítima chegou a ser socorrida ao pronto-socorro do Hospital Heliópolis, também na zona sul, mas não resistiu aos ferimentos.

Aos policiais, testemunhas afirmaram que viram um veículo preto chegar ao local, balear o motorista do Uber e depois retirar o corpo dele do carro. O veículo foi encontrado na mesma rua, após bater contra uma árvore e o portão de uma casa.

À tarde, cerca de 500 motoristas do aplicativo fizeram um protesto em frente ao Estádio do Pacaembu, na zona oeste, exigindo mais segurança. De lá, eles seguiram em comboio até a sede do Uber, na Barra Funda. Uma das exigências é que a empresa suspenda o pagamento em dinheiro e aceite apenas os cartões de crédito.

Em represália à empresa, os motoristas decidiram que 30% da frota não vai ligar o aplicativo até zero hora deste sábado, 24.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o caso foi registrado como homicídio simples e roubo no 26º Distrito Policial (Sacomã), mas será investigado pelo 95º DP (Heliópolis).

Os investigadores vão tentar chegar ao assassino por meio de informações dos últimos passageiros que utilizaram o aplicativo e as rotas realizadas pelo motorista.

Em nota, o Uber lamentou o crime. “Nossos sentimentos de mais profundo pesar vão para a família de Osvaldo”, afirma a empresa. “A Uber vai colaborar com as autoridades nas investigações para levar quem cometeu este crime à Justiça”.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook