Últimas

Não entendo por que cristãos vivem como derrotados, afirma ex-satanista

7/09/2016 – 19:00

Evangelistas querem ajudar igrejas a “entender o sobrenatural”



Não entendo por que cristãos vivem como derrotados, afirma ex-satanista “Não entendo por que cristãos vivem como derrotados”

Um ex-satanista, que se converteu a Jesus e hoje prega o evangelho, uniu-se a um conhecido evangelista para juntos oferecerem “treinamentos sobrenaturais”. John Ramirez vem de uma família de bruxos e afirma que seu objetivo é ajudar os cristãos a combater o diabo.

O pastor Shane Wall, conferencista e autor de livros sobre batalha espiritual, acredita que a igreja precisa ter uma postura mais “agressiva” para derrotar seu inimigo.

O primeiro “Treinamento Sobrenatural” será em outubro. Wall diz que eles recebem “centenas de ligações, e-mails e mensagens de pessoas do mundo inteiro que procuram desesperadamente compreender o sobrenatural.”.

O foco desse seminário oferecido para as igrejas é a compreensão do “dons do Espírito Santo” que capacita pessoas a ministrarem “libertação”, um termo frequentemente usado para descrever exorcismos. Esperam ajudar as pessoas a terem sua fé renovada, com uma compreensão mais clara do que significa ser habitação do Espírito de Deus.

Um dos primeiros passos de Wall e Ramirez é levar a igreja local a interceder pelo prefeito da sua cidade e o governador do seu estado. Para eles essa é uma questão essencial, muitas vezes ignorada pelas igrejas.

O evangelista diz ainda que “todos são chamados para ministrar com o poder de Deus, e sou grato a Deus por Ele estar nos enviando para desbloquear o ministério que está dentro de milhares de pessoas.”

Já Ramirez insiste que seu papel é lembrar os fiéis “que há poder através de Jesus Cristo. Não consigo entender por que os cristãos de hoje vivem e agem como derrotados, quando eles têm esse incrível poder disponível pela cruz e pelo sangue de Jesus Cristo”. Com informações de Christian Today


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook