No Atlético de Madrid, ‘Dia do Fico’ de Simeone também marcou o início da despedida

Segundo os jornais AS e Marca, o contrato que garantiu a permanência do treinador também reduziu o seu tempo: de 2020 para 2018

O Atlético de Madrid acabava de perder mais uma final de Champions League, a segunda em três anos e a terceira em toda a sua história. Logo após o revés nos pênaltis, no estádio de San Siro, Simeone deixou em aberto a sua continuidade no clube colchonero.

Meses depois, uma foto ao lado de dirigentes colchoneros na Argentina acalmava a tensão dos fanáticos torcedores rojiblancos: El Cholo não só garantia a sua permanência, mas assinava um novo contrato.

Tal reunião, com Miguel Ángel Gil Marín e Andrea Berta, garantiu a permanência de Simeone; mas também começava a, de certa forma, antecipar a sua despedida. Segundo os jornais AS e Marca, o termo assinado garantiu o argentino como treinador até 2018 e aumentou a multa rescisória de eu contrato.

O post no Instagram que marcou a permanência no Atleti

O vínculo anterior de Simeone, assinado em março de 2015, garantia Diego Pablo até 2020 no Atleti. Tempo suficiente para o comandante mais vitorioso de toda a história do clube comandar o time nas primeiras temporadas em seu novo estádio, que será usado a partir da temporada 2017-18.

(Foto: Curto de la Torre/Getty images)

Miguel Ángel e Andrea Bartra sabiam que Simeone estava pensando em deixar o Vicente Calderón depois da derrota para o Real Madrid, na decisão da Champions League. Aceitaram reduzir o tempo de seu vínculo, mas também aumentaram a multa rescisória ao ver a oferta realizada pelo Paris Saint-Germain.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Início do fim para o Trio BBC? | Neymar: Messi sempre na frente | Dani Alves: o melhor desde Cafu


O clube francês só não fechou com o argentino porque o Atlético de Madrid acionou a cláusula de rescisão, no valor de 20 milhões de euros. O PSG só estava disposto a gastar este valor para a contratação de jogadores. E com a Inter de Milão sempre de olho no treinador (inclusive sonham em tê-lo na próxima temporada), os dirigentes colchoneros já se preparam para, ao menos, ganharem um bom valor em dinheiro.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook