Últimas

O sonho de um cristão em Hollywood


5/09/2016 – 9:00


Cineasta Fabiano Caza está trabalhando na série “Common Thread”, que retrata pessoas que carregam sonhos e ideais e querem resgatar seus propósitos com Deus.




O sonho de um cristão em Hollywood

As letras de muitas músicas que cantamos nas igrejas falam em realizações de sonhos e da importância de crermos em Deus para que esses sonhos não morram. Esse foi um dos lemas que norteou a trajetória do produtor e cineasta Fabiano Caza. Um garoto nascido e criado na periferia de São Paulo que alimentou desde muito cedo um sonho antigo: viver de cinema.

Vindo de uma condição simples, filho de uma baiana e de um mineiro, ambos muito batalhadores, Fabiano foi o primeiro da família a concluir um curso universitário. Graças ao apoio dos pais e de uma bolsa conquistada via ProUni, Caza estudou Rádio e TV na Faculdade Anhembi Morumbi.

Em meio a sua rotina comum de paulistano Fabiano encontrava espaço para ir montando o quebra-cabeça que ia compor sua história. “Minha primeira e madura lembrança sobre trabalhar com essa área veio primeiro com a TV. Eu tinha mais ou menos 17 anos e enquanto ia e voltava do trabalho de trem eu adorava rascunhar meus insights, histórias e geralmente fazia isso no trajeto do trabalho até em casa ou pra escola. Foi em um desses dias que desenvolvi meu primeiro programa de TV. Lembro que escrevia e chorava ao mesmo tempo, já vislumbrando aquela ideia pré-concebida ali”, conta emocionado.

Mas as ideias começaram de fato a tomar forma depois que Fabiano ingressou no grupo de teatro de sua igreja, algo que o conectou para sempre com as artes. A partir dessa vivência, experimentada em um grupo amador cristão, Caza passou a produzir e concluiu que não poderia viver sem criar e expressar por meio das artes mensagens que pudessem impactar a vida das pessoas.

Consciente de que não poderia dar andamento a essa meta sem buscar aperfeiçoamento, Fabiano foi estudar TV e na faculdade especializou-se em roteiro e cinema. Mas ele sabia que precisava ir além, conhecer mais, se aprofundar mais. Mas a grana ainda era curta e ele pôde então contar com a ajuda de amigos que bancaram uma especialização na Academia Internacional de Cinema em direção de fotografia. Ali aprendeu as linguagens mais importantes dentro das técnicas de audiovisual.

Em busca de mudança

No meio de tudo isso ainda havia um emprego no banco, uma estabilidade que o prendia a uma rotina que nada tinha a ver com aquilo que de fato era o seu chamado. Nessa fase estava recém-casado, cursando o 3º ano da faculdade, com compromissos financeiros a arcar e as responsabilidades de um homem de família ainda se sobrepondo, foi preciso muita paciência e resignação até poder tomar uma atitude mais radical.

Filmagens de Fabiano Caza

Filmagens de Fabiano Caza

Paralelo a esse dilema, Fabiano começou a escrever um roteiro para um curta metragem da universidade e outro roteiro para participar de um concurso. Foi no meio desse turbilhão que resolveu se arriscar, emendou um feriado e um dia de trabalho para concluir o roteiro do concurso, virando dia e noite para cumprir o objetivo de entregar dentro do prazo. Conseguiu entregar, mas ao chegar no trabalho foi mandado embora…Se ficou triste? Na verdade aliviado, pois aquilo finalmente representava o começo de seu voo livre, sua liberdade para correr atrás do sonho.

Dali um mês Fabiano conseguiu seu primeiro emprego na área. Entrou no SBT e começou a sentir e experimentar o ritmo frenético e os processos de criação dentro de uma TV aberta. Nas madrugadas, dentro de uma ilha de edição, se determinou em aprender ainda mais e isso o permitiu criar mais habilidades. Dai por diante não parou mais e naturalmente vieram outras experiências e trabalhos, como o programa “A Fazenda” na Record, “Show da Gente” e “Programa da Hebe” no SBT, “Encrenca” na Rede TV e uma passagem pelo canal de TV a cabo Glitz.

Mas ele nunca perdeu de vista conciliar essa paixão com o Reino, a chama nunca deixou de arder em seu coração. Produziu um mini documentário no Piauí para o projeto Livre Ser, do cantor Juliano Son, um trabalho que foi bastante divulgado e elogiado por seu cunho social e evangelístico. Também foi premiado no Festival de Cinema Cristão, na categoria melhor videoclipe, com a música “Outono”, da banda Rendição.

Para ele o que ainda falta para o cinema cristão emplacar no Brasil é investimento e incentivo por parte das próprias igrejas, que deveriam estimular mais o talento entre os jovens. “Tenho visto o cinema cristão crescer no Brasil no que diz respeito a receptividade do público em relação aos últimos lançamentos de filmes americanos de temática cristã, como “Deus Não Está Morto” e outros e também na TV, como o sucesso da novela “Os Dez mandamentos” da Record, mas ainda é preciso fazer mais”, reforça Fabiano.

A hora da virada

Vividas as primeiras e importantes experiências no Brasil em sua área e muito aprendizado e turnos de trabalho depois, um novo desafio surge e torna-se seu alvo: estudar cinema nos Estados Unidos. A cidade escolhida não poderia ser outra, Los Angeles, berço da maior indústria cinematográfica do mundo.

Com muitos planos em mente e uma meta a atingir, Fabiano começou a aceitar mais de um trabalho ao mesmo tempo, chegando até mesmo a dar expediente em três empresas simultaneamente pra conseguir juntar a grana necessária. Então, em abril de 2015, o sonho se fez real, embarcou com sua esposa e filha para a Cidade dos Anjos, carregando na bagagem muita vontade e a expectativa de uma nova vida a ser construída. O grande alvo: estudar especialização em Cinematographer em uma das duas maiores escolas de cinema do mundo, a University of California Los Angeles (UCLA) ou na University of Southern California (USC), de onde saíram grandes nomes como George Lucas, Francis Ford Coppola e Tim Robbins.

Enquanto o dia de ingressar numa dessas escolas não chega (está no curso para o exame preparatório), vai absorvendo e aproveitando cada oportunidade que surge. Foi assim que já conseguiu participar de mais de 14 projetos audiovisuais, incluindo um curta metragem, um verdadeiro feito para quem não tinha fluência no idioma e numa cidade onde esse mercado é tão concorrido e exigente.

Atualmente está trabalhando no filme “Sunshine Undergound”, já em fase de finalização e na série “Common Thread”, que retrata experiências de vidas de pessoas que carregam sonhos e ideais e querem resgatar seus propósitos com Deus. E ainda está escrevendo uma série pra TV que revela princípios cristãos através da história de um andarilho. A ideia é comercializar o conteúdo através de plataformas como a Netflix e Amazon, empresas que tem incentivado produtores com orçamentos menores.

Sobre um conselho a ser dado para os que, como ele, também alimentam esse sonho ele conclui: “os passos para trabalhar na área são paixão, talento e destreza. Nunca pare no primeiro não, acredite na sua convicção, seja motivado por sonhos, ou melhor, por uma missão de vida, pois tendo isso claro o seu rumo estará definido e a partir daí basta andar com fé nessa caminhada”.

Vendo o brilho em seus olhos e a convicção de suas palavras não dá pra duvidar de que Fabiano está no caminho certo e que vai longe. Os elementos principais ele já reuniu, tudo aquilo que é incalculável e que dinheiro nenhum nesse mundo pode comprar: sua fé e seus valores. O resto vai ser a consequência natural de quem não desiste da batalha, não recua e não duvida.

* Colaborou Viviane Eduardo


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook