Últimas

O único lamento da Champions League nesta terça

Opinião: no dia em que Totti completou 40 anos, não pôde jogar uma partida pela sua Roma na maior competição de clubes da Europa


GOAL Por Tauan Ambrosio 


A terça (27) de Champions League é espetacular. Teve jogão entre Borussia Dortmund e Real Madrid e times como Tottenham, Porto, Juventus, Sevilla, Leicester e Sporting em campo. Mas fica uma sensação de perda, aquele 1% de melancolia no meio da felicidade pelos jogos.

É que Francesco Totti completa 40 anos exatamente nesta terça, mas a sua Roma não conseguiu avançar para a fase de grupos. No dia do maior camisa 10 da história de um dos clubes mais tradicionais e importantes da Itália, ele teve de se conformar em acompanhar o maior torneio de clubes do continente pela TV.

Há punhado de tempo atrás, o cronista Fernando Calazans escreveu que se Zico não ganhou uma Copa do Mundo, o azar é do torneio. Um troféu de grande prestígio que não foi tocado pelas mãos daquele que tanto encantou com os pés. Se a Copa do Mundo pudesse escolher ser conquistada por Zico, ela com certeza diria “sim”.

E também faria o sinal afirmativo para Heleno de Freitas, Zizinho, Puskas, Eusébio e tantos outros.

O mesmo raciocínio vale para Totti e a Champions League. Talvez o camisa 10, campeão mundial com a Itália em 2006, seja o último grande craque romântico – daqueles que se devotam inteiramente a uma única camisa por toda a sua vida. Jogar na Roma não deve ser tão fácil quanto em um Real Madrid ou Barcelona. As vitórias não são, digamos, tão menos difíceis.

(Foto: Getty Images)

Ele poderia ter deixado a Roma. Mas era impossível, porque ele era Roma. E ainda é! Pelo menos a parte giallorossi – a que não veste as cores da Lazio, é claro.  Totti veste a mesma camisa há 25 temporadas, conquistou duas vezes a Coppa Italia e teve a imensa felicidade de ter sido decisivo no título italiano de 2000-01 (apenas o terceiro e último do clube na Serie A).

O último dos seus 17 gols na Champions League: no empate em 1 a 1 com o CSKA, em 2014 (Foto: Getty Images)

A Roma conseguiu a vaga para a atual Champions League, mas foi eliminada pelo Porto nos playoffs. O clube italiano foi vice-campeão europeu em 1984, quando tinha Falcão no time e enfrentou o Liverpool em casa. Com Totti, a melhor campanha foi chegar às quartas de final nas temporadas de 2006-07 e 2007-08.

Se tivesse que escolher entre um título de Champions League ou deixar a Roma, talvez ele preferisse o clube do seu coração. Na realidade, mesmo que essa escolha seja impossível, podemos dizer que ele fez isso.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Crônica: Dortmund 2×2 Real Madrid | A repercussão do jogaço! | UCL: outros jogos!


Totti é, assim como Maradona, Ronaldo e Romário, um dos grandes jogadores de todos os tempos que não conseguiram o título da Champions League. Um lamento para o campeonato. O que importa é ser craque, e encantar com o seu futebol.

A torcida da Roma já sabe há muito tempo: sem Totti, sem festa (Foto: Getty Images)


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook