Últimas

Plataforma online dará suporte para decisões sobre saúde

Juízes de todo o País vão ter acesso a uma plataforma online de assessoramento, em novembro, para servir como base em suas decisões em processos que tratam da judicialização da saúde. O anúncio foi feito na quarta-feira, 28, pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia. 

A ideia é que sejam criados núcleos temáticos formados por profissionais da saúde – entre médicos, enfermeiros e farmacêuticos -, que poderão ser consultados pelos juízes via internet e subsidiá-los com conhecimento técnico na tomada de decisões sobre o pagamento de tratamento e medicamentos para pacientes. A plataforma online será criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 

De acordo com o conselheiro Arnaldo Hossepian Junior, o objetivo da iniciativa é fazer os juízes tomarem decisões com “mais segurança”. “A preocupação aqui não é a preservação de economia por parte da administração da saúde; é o uso dos recursos, sempre insuficientes, da melhor maneira possível”, disse.

Os médicos serão capacitados pelo Hospital Sírio-Libanês, que deve investir R$ 6,5 milhões nos próximos quatro anos no projeto. “O principal objetivo é garantir que a decisão do juiz seja tomada com base em evidências”, afirmou o diretor de ensino e pesquisa do centro médico, Luiz Fernando Lima Reis. O banco de dados também deverá conter notas técnicas sobre a eficácia de remédios, órteses e próteses. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook