Últimas

Postura de dirigente e falta de opção fizeram Michel Bastos seguir no São Paulo pelo menos até dezembro

Marco Aurélio Cunha teve papel determinante para fazer com que meia mudasse de ideia com relação ao seu futuro

Até o início da tarde da última terça-feira (13), Michel Bastos estava decidido a deixar o São Paulo. Abalado após ter sido agredido durante invasão ao CT da Barra Funda no dia 27 de agosto e incomodado com a perseguição da torcida, o meia chegou a dizer a pessoas próximas que rescindiria o seu contrato que vai até o fim de 2017.

No entanto, duas coisas acabaram sendo determinantes para que o camisa 7 mudasse de ideia. A primeira delas foi a conversa do diretor-executivo Marco Aurélio Cunha com ele. Como o próprio dirigente disse ao dar detalhes do encontro, o fato do jogador ter se sentido amparado pelo clube do Morumbi foi fundamental para que Michel Bastos fosse demovido da ideia de sair.

“Fui para a reunião sem saber qual atitude que deveríamos tomar. Foi para ouvir Michel, porque acho que ele merecia esse tipo de atenção. O que aconteceu aqui foi lamentável e eu queria entender as consequências disso para ele. E a conversa foi a melhor possível, fui vendo nele a vontade de permanecer”, afirmou Marco Aurélio Cunha.


(Foto: Friedemann Vogel/Getty Images)

“Em nenhum momento o Michel me  disse que queria ir embora. Disse que estava chateado por tudo que aconteceu, e tem razão. Disse que estava sem confiança para fazer suas jogadas porque temia a reação dos torcedores. Falei a ele que, a partir de agora, ele está liberado para fazer o que quiser. O Michel vai voltar e tenho certeza de que vai nos ajudar”, acrescentou.

O outro motivo que fez com que Michel Bastos optasse por permanecer no São Paulo foi a falta de opções no mercado caso rescindisse de imediato seu contrato. Como já disputou 11 jogos do Brasileirão, o meia não poderia se transferir para nenhuma outra equipe da Série A. Além disso, as principais janelas internacionais, como da Europa e China, já estão fechadas.

Como jogar a Série B ou ir para mercados menos atrativos como a Arábia Saudita, Catar, e Emirados Árabes estava descartado, Michel Bastos decidiu permanecer no Tricolor até o final do ano.

Depois do fim do Brasileirão, ele deverá voltar a se reunir com a diretoria são-paulina para discutir se cumprirá o seu último ano de contrato ou se a saída será a melhor alternativa.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
As probabilidades do BR | Os jogos da 25º rodada do BR | Falta gol de falta no BR



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook