Últimas

Presidente do Corinthians não garante permanência de Carille: "tudo pode acontecer"

Roberto de Andrade também falou sobre reclamações do Fluminense: “Isso não é choro. Quando perde, é normal ficar nervoso”

Fábio Carille fez a sua estreia pelo Corinthians na noite desta quarta-feira (21) contra o Fluminense e apesar da vitória, o treinador não teve a sua permanência confirmada pelo presidente do Timão. Roberto de Andrade revelou que “tudo pode acontecer” e que por enquanto, está feliz com o trabalho do novo comandante.

“A semelhança, a forma de trabalhar e conduzir as coisas com os atletas, isso me deixa bastante feliz também. Motivou todo o grupo que é o que a gente precisava para fazer um bom jogo e foi isso o que aconteceu”, declarou Roberto de Andrade.

“A gente vai levando, se aparecer um outro treinador que a gente se interesse em trazê-lo, independente do resutado. Ele está trabalhando, sabemos da capacidade dele e vamos seguindo. Tudo pode. Se surgir a oportunidade de alguém que a gente queira trazer. Não é questão de preferência, mas são os que estão ai. Então não adianta, você fala, fala, fala e são sempre os mesmos treinadores, pra mim, pra você, pra torcida, pra todo mundo. Não muito o que fazer, a gente sempre acaba ao redor desses treinadores que estão no mercado. Ele (Carille) está até o final do ano, mas isso não significa que eu não possa trazer um treinador, ou eu tenho que manter o que eu falei até o final do ano? Se eu achar que ele tem que ficar até o final do ano ele vai ficar até o final do ano”, acrescentou.

 © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O presidente também deu a sua opinião sobre as declarações exautadas de Peter Siemsen após a eliminação do Fluminense nas oitavas da Copa do Brasil.

“Isso não é choro. Quando perde, é normal ficar nervoso. O Fluminense fez uma boa partida, e, dentro de campo, você não consegue mensurar se está ou não impedido. Mas, quando eles voltarem ao hotel e checarem as imagens, terão certeza de que o juiz agiu de forma correta. Não tem pressão alguma. O árbitro chega aqui, instala-se na sala dele, que é bem confortável, e eu não sei nem a fisionomia dele. Pelo que todos disseram e mostraram com as imagens, as marcações estavam todas corretas”, repetiu o presidente corintiano. “Eles estão de cabeça quente, saindo de uma competição interessante como a Copa do Brasil. E pressão da torcida é normal em qualquer lugar”, finalizou.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Os jogos do meio de semana | Timão busca ‘redenção’ em Itaquera | Jogador homenageia Corinthians



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook