Revogação da prisão não torna investigação inconsistente, diz líder do PSDB

O líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), tornou a defender a Justiça e a Polícia Federal na ação que prendeu o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega nesta quinta-feira, 22, em São Paulo. O senador acredita que a revogação da prisão, que ocorreu cinco horas depois, não faz das investigações contra Mantega inconsistentes.

“Até onde se sabe a revogação da prisão de Mantega tem relação direta com o fato de a esposa dele estar internada, passando por um procedimento médico. O juiz decidiu pela soltura do ministro sem prejuízo de todas as investigações e averiguações que estão sendo feitas pela polícia”, argumentou.

Para senadores do PT, revogação mostra que prisão de Mantega foi ‘arbitrária’

 

O tucano também ressaltou que, no entendimento de Sergio Moro, Guido Mantega não apresenta risco de fuga ou de atrapalhar as investigações. “É um ato dentro da normalidade dos procedimentos da Justiça”, disse.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook