Últimas

Sacerdotes deixarão de usar clesmas com medo do Estado Islâmico

8/09/2016 – 9:00

O “colarinho romano” pode servir de identificação para apontar possíveis vítimas dos jihadistas



Sacerdotes deixarão de usar clesmas com medo do Estado Islâmico Sacerdotes deixarão de usar clesmas com medo do EI

Com medo de ataques terroristas, os sacerdotes do Reino Unido foram orientados a não usarem mais clesmas.

A ideia é preservá-los de ataques jihadistas, uma vez que o colarinho romano destaca os sacerdotes cristãos dos cidadãos comuns.

A mensagem de cuidado com o uso do clesma partiu da assessora do Ministério do Intercâmbio britânico, Nick Tolson, através de um documento de 12 páginas com diversas recomendações para as paróquias.

O documento tem como objetivo prevenir ataques de extremistas islâmicos contra os cristãos que exercem ofícios nas igrejas.

Um sacerdote já afirmou à imprensa que foi advertido a não usar o clesma nas ruas para não se tornar vítima de ataques, o mesmo religioso também afirmou que foi aconselhado a não ficar sozinho na igreja.

A proteção para igrejas tem dividido a opinião pública, pois isso é comum em países como alto grau de perseguição religiosa ou que enfrentam a guerra como Iraque e Síria, mas não é comum no Reino Unido.

A preocupação com igrejas é tanta que o Ministério do Interior já anunciou o financiamento de 2,4 milhões de libras com o reforço de segurança dos templos cristãos.

Tolson pede reforço principalmente nas igrejas pequenas, ainda que o risco de ataques seja pequeno no país. “O risco ainda é muito baixo, mas precisamos prever o que faremos”, disse ele.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook