Secretário municipal de Mariana tem prisão preventiva decretada

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decretou a prisão preventiva de Evaldo Andrade, secretário municipal de Governo e Relações Institucionais do município de Mariana (MG). O processo corre em segredo de justiça.

A decisão da juíza Marcela Oliveira Decat de Moura é do dia 5 de setembro, mas foi divulgada hoje pelo tribunal. Ela determinou também a busca e apreensão de objetos na residência e no gabinete do político.

Edvaldo Andrade é acusado do crime de concussão, que ocorre quando um funcionário público exige vantagem indevida de forma direta ou indireta, dispensa licitação em situações não previstas em lei ou afasta do processo licitatório algum candidato interessado, utilizando violência, ameaça ou fraude.

A decisão da juíza responde uma ação penal movida pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que começou uma investigação após membros da Cooperativa de Transportes Urbano e Rural (Coopertur) alegarem que foram prejudicados “pelas exigências de vantagem indevida, ameaças e coações praticadas pelo denunciado”. Segundo eles, a situação culminou ainda em dispensas imotivadas e contratações de parentes e correligionários.

O Prefeito de Mariana, Duarte Júnior (PPS), convocou uma coletiva para a tarde desta sexta-feira. A Prefeitura informou que vai se posicionar oficialmente por meio de nota até o fim da tarde.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook