Últimas

“Sou guitarrista cantor e cantor guitarrista”, diz Alexandre Magnani


14/09/2016 – 18:00


Cantor falou sobre o álbum Janela, lançado este ano pela Sony Music, em entrevista




“Sou guitarrista cantor e cantor guitarrista”, diz Alexandre Magnani
Imagem: Divulgação/Caio Gimenes

O cantor, compositor e guitarrista Alexandre Magnani, ex-integrante da banda Salluz, falou sobre sua carreira solo e projetos musicais em entrevista ao Super Gospel. O artista, por meio do álbum Janela, pretende mostrar que sua voz, como cantor e seu instrumento principal, a guitarra, estão em pé de igualdade na sua performance.

O disco foi lançado este ano com distribuição da Sony Music Brasil e, ao ser publicado, entrou na lista de álbuns mais vendidos no iTunes. “Não esperava nem de longe ficar entre os 10 no trends do iTunes, ainda mais entre os três mais vendidos da semana. Creio que isso seja fruto de um trabalho bem pensado, feito com carinho e dedicação”.

O álbum também conta com a participação de Marcela Taís e Paulo César Baruk. Magnani foi guitarrista do cantor por vários anos. A relação com Marcela, no entanto, seu deu após o arranjo escrito por Alexandre para “Ele Continua Sendo Bom”, um dos carros-chefes do álbum Graça.

Por meio desta música, Magnani chamou Marcela para gravar a canção “Um Dia de Cada Vez”, também lançada em formato audiovisual no YouTube. Além disso, a cantora esteve presente no show de lançamento do álbum Janela, com o qual duetou com Alexandre.

Apesar de ter saído da banda de Baruk, Magnani afirma que a relação dos dois é positiva. “No primeiro trimestre deste ano deixei a banda e agora sigo minha caminhada no itinerante, mas volta e meia estou junto com o Baruk, seja pra trocar ideia, comer algo ou até mesmo pra pedir a opinião dele em relação a alguma ideia que tive e tudo mais! Fico sempre alugando ele!”, disse o intérprete.

O cantor avalia que o disco é um passo além na sua carreira. Com influências de blues e outros gêneros, a obra mescla poesia e histórias e reflexões. “Acredito que isso seja um processo natural. A nível estético, o Janela tem muito mais guitarra e o som é mais orgânico”.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook