Últimas

Surpresas na Seleção Brasileira tiram o foco de Neymar

Com seis novidades na lista de convocados, incluindo Alex Muralha, jornalistas ‘esquecem’ de falar sobre o camisa 10 na coletiva de Tite

Antes de Tite revelar os convocados, o coordenador técnico Edu Gaspar avisou que a lista teria 24 nomes. Era apenas a primeira surpresa na convocação para os duelos contra Bolívia e Venezuela, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo. A maior delas seria logo o segundo nome anunciado: Alex Muralha, goleiro do Flamengo.  


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Tite explica surpresas | Os 24 convocados de Tite | Micale segue na Seleção Olímpica


Contratado no início de 2016, Muralha é, sem dúvidas, um dos destaques da equipe rubro-negra na temporada. As boas atuações com os carioca no Campeonato Brasileiro, onde o Flamengo é o vice-colocado, credenciaram o jogador de 26 anos à Seleção Brasileira pela primeira vez. Ainda está atrás do titular Alisson e, provavelmente, do campeão olímpico Weverton, mas já deixou Marcelo Grohe de fora. E tudo isso com a confiança de Tite: “Merece a convocação”, disse o treinador na coletiva desta sexta (16).  

Muralha foi o único estreante em convocações, mas não a única novidade. Cinco nomes estão de volta à Seleção Brasileira, pela primeira vez sob o comando de Tite: Fernandinho, Oscar, Douglas Costa, Roberto Firmino e Thiago Silva. Este último era esperado há muito tempo, mas uma lesão acabou atrasando a volta do ex-capitão.  

Tite deixou claro que o nome de Thiago Silva já tinha sido sondado anteriormente. Quando assumiu, fez questão de conversar com o jogador do PSG – como fez também com Marcelo – para conhecer sua disponibilidade, e deixando claro que quaisquer problemas com Dunga ficariam no passado. Thiago ganhou de presente uma nova folha em branco para reescrever sua história na Seleção. 

Para os novos chegarem, outros tem que sair. Em relação à última convocação, ficaram de fora o zagueiro Pedro Geromel (Grêmio), o volante Rafael Carioca (Atlético-MG, e os atacantes Taison (Shakhtar Donetsk) e Gabigol (Inter de Milão), além do já citado Marcelo Grohe (Grêmio). E com tanta novidade, sequer teve tempo de falar sobre Neymar que, pela primeira vez em muito tempo, não foi tema de perguntas na coletiva de imprensa na CBF. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook