Vice-prefeito de Canapi tem mandato cassado pela Câmara de Vereadores

Legislativo diz que Genaldo Vieira falsificou termo para posse de prefeito. Vice deveria ter assumido o Executivo quando Celso Luiz foi afastado.

 

O vice-prefeito do município de Canapi, Genaldo Soares Vieira (PTdoB), teve o mandato cassado pela Câmara de Vereadores. A informação foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (15).

A publicação diz que a cassação foi motivada por "atos praticados durante sua gestão interina como chefe do Poder Executivo Municipal". Em contato com a reportagem do G1, o presidente da Câmara de Vereadores de Canapi, Luciano Malta (PMDB), explicou que Vieira falsificou a ata e o termo para tomar posse no lugar do prefeito afastado, Celso Luiz (PMDB).

Quando a Justiça afastou Celso Luiz, no final de julho, Vieira não assumiu porque já respondia ao processo de cassação de mandato. Quem ficou no comando do Município foi o presidente da Câmara. Mas semanas depois, uma outra decisão determinava que o vice assumisse o comando do Executivo.

A reportagem do G1 tentou localizar Genaldo Soares Vieira, mas não conseguiu.

O presidente da Câmara, Luciano Malta, também não explicou porque o Legislativo não deu posse ao vice-prefeito quando foi determinado pela Justiça. A votação de cassação aconteceu na Câmara no dia 7 de setembro.

A denúncia que levou ao afastamento de Celso Luiz e à disputa pelo comando do Executivo foi feita por Vieira. Na época ele alegou que o prefeito não havia feito o repasse do Duodécimo para a Câmara e que esta, por sua vez, não estaria fiscalizando as ações do Executivo entre 2013 e 2016.

Depois de idas e vindas, Celso Luiz voltou ao cargo de prefeito por decisão do desembargador Tutmés Airan, no último dia 14.

 

Gazetaweb

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook