Últimas

Virtud, ícone do rock cristão nacional, está de volta


10/09/2016 – 14:00


Banda brasiliense foi um dos principais nomes do rock cristão brasileiro no fim da década de 1990




Virtud, ícone do rock cristão nacional, está de volta
Imagem: Divulgação

A banda brasiliense de rock e metal Virtud está de volta. Formada por Ricardinho Brandão (vocal), Marcelo Sá (guitarra), Fernando Modesto (guitarra), Jr. Rapa (baixo) e Diego Corrêa (bateria), o grupo foi um dos últimos grandes nomes do rock cristão brasileiro na geração da década de 1990.

Dois discos do grupo – Sempre e Na Terra das Aparências – estão sempre lembrados em seu período. O repertório concentrava baladas pop rock, músicas com influências rap rock e punk. Das obras, vieram hits como “Mesmo Só”, “Entrega” e “Sempre”.

O grupo estava preparando-se para gravar um novo projeto em 2011. Em 2013, o conjunto manifestou-se no Facebook acerca da demora por meio de uma nota, afirmando que “o mais difícil mesmo é conseguir fazer algo que satisfaça a banda de forma a ser um trabalho tão bom ou até melhor do que os anteriores, e ainda trazer coisas novas pra quem já nos curte e também pra quem nunca nos ouviu”.

Na última quinta-feira, o grupo participou de uma sessão de fotos. O vocalista Ricardinho aproveitou para gravar um vídeo, publicado na página da banda no Facebook e que, em poucos segundos, diz que a banda passou cerca de dez anos sem posar para uma foto oficial.

O grupo participará de um show em conjunto com o Resgate na cidade de Goiânia. O evento ocorrerá em 12 de outubro no Teatro Sesi, localizado no bairro Santa Genoveva. A programação pretende divulgar, também, o CD e DVD de 25 anos do grupo paulista, lançado em 2015.

No entanto, esta não será a primeira apresentação recente do Virtud. Em julho, os músicos fizeram uma apresentação especial em Brasília, juntamente com outros grupos como Livre Arbítrio, Pontocom, Metal Nobre e o ex-baixista fundador do Katsbarnea, Tchu Salomão.

Na ocasião, Ricardinho comemorou a reunião dos grupos e de Tchu. “Aprendi o que era viver. Sonhos, alegria e muitas vidas transformadas pelo poder de Jesus com essa galera na estrada e nos palcos durante quase 20 anos”, relembrou, por meio de uma publicação.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook