Últimas

A inesquecível final do Brasileirão de 1999 entre Corinthians e Atlético-MG

O Timão conquistou pela terceira vez o título da competição, após o empate sem gols com o Galo no Morumbi

Atlético-MG e Corinthians prometem fazer um jogo interessante e emocionante nesta quarta-feira (5), às 21h, em Itaquera, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Galo é o terceiro colocado da competição e segue caçando Palmeiras e Flamengo, enquanto o Timão é o sétimo colocado, mas com a transformação do G4 para G6, passou a sonhar pra valer com uma vaga na Libertadores.



GOALLEIA MAIS: GOAL
Exclusivo: Pratto e o Messi de PS | Exclusivo: Pratto sonha com Neymar? | Exclusivo: Robinho troll e muita zoeira


O jogo é fundamental para os dois times. O Atlético-MG precisa vencer para seguir caçando Palmeiras e Flamengo e não se distanciar dos rivais na luta pelo título. O Galo ainda enfrentará os dois adversários em Belo Horizonte, e diminuir ou pelo manter a diferença de pontos atual pode ser fundamental antes dos confrontos diretos, visando a ponta da tabela. Já o Corinthians necessita do triunfo para iniciar uma reação e tentar a vaga na Libertadores, que se tornou muito possível com o novo G6. O Timão não vence há cinco partidas pelo Brasileirão, e bater a equipe mineira pode dar novo ânimo ao clube.

(Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Além disso, existe a rivalidade e muitos outros fatores que tornam a partida interessante. Robinho costuma se dar bem contra o Corinthians. Guilherme e Giovanni Augusto, por exemplo, foram peças importantes para o Galo nos últimos anos, mas agora defendem o Timão. Marquinhos Gabriel, que estava na mira do Atlético-MG, escolheu defender o bando de loucos, assim como Rodriguinho. Os mineiros, inegavelmente possuem um time e elenco superiores, mas os paulistas jogam em casa. O jogo possui muitos ingredientes e promete ser muito bom, talvez histórico e um diferencial para ambos no Brasileirão 2016, como vários outros duelos entre os alvinegros de Minas Gerais e São Paulo.

E um desses confrontos históricos ocorreu em 1999, quando Atlético-MG e Corinthians travaram umas das finais mais fantásticas da história do Campeonato Brasileiro, que na época, ainda tinha o mata-mata.

Relembre as três batalhas travadas por Corinthians e Atlético Mineiro na final do Brasileiro de 1999:

12/12/1999 – Primeiro jogo: Atlético-MG 3 x 2 Corinthians

Mais de 78 mil pessoas acompanharam no Mineirão o primeiro duelo valendo o título do Brasileirão. Com três gols de Guilherme, o Atlético-MG venceu o Corinthians pelo placar de 3 a 2, com Vampeta e Luizão descontando para os visitantes.

 (Foto: Getty Images)

19/12/1999 – Segundo jogo: Corinthians 2 x 0 Atlético-MG

A vitória na casa do rival garantiria ao Galo o seu segundo título do Brasileirão. Mas no Morumbi a história foi diferente, após perder no Mineirão, o time comandado por Oswaldo de Oliveira reagiu, e com grande atuação de Luizão, que balançou a rede duas vezes. Autor dos dois gols, o centroavante ainda acabou expulso nos acréscimos.

Com o triunfo em casa, o Timão igualou o número de vitórias no duelo, e deixou a grande decisão para o jogo de desempate entre as equipes.

 (Foto: Divulgação)

22/12/21999 – Partida de desempate: Corinthians 0 x 0 Atlético-MG

Embalado pelo título de 1998, o Timão precisava apenas de um empate para se sagrar bicampeão. Fora de campo, o duelo foi marcado por uma grande confusão envolvendo o horário do jogo. O prefeito de São Paulo não queria que a partida fosse disputada na parte da tarde, para não congestionar a cidade na antevéspera do Natal.

Apenas na manhã do dia 22 de dezembro, enfim conseguiram chegar a um acordo, e atendendo ao pedido do prefeito, o jogo foi disputado a noite.

Na grande decisão, o Corinthians não tinha o seu principal centroavante Luizão, expulso no último jogo. Por outro lado, o Galo contava com Guilherme, o artilheiro da competição em grande forma.

Em um duelo emocionante e nervoso, o Corinthians tomou a iniciativa, chegando ao ataque com mais frequência do que os visitantes. Sem se intimidar, o Atlético-MG também levava perigo a meta defendida por Dida. Muitas chances foram perdidas por ambos, e com a chuva apertando no decorrer da partida, a técnica deu lugar a garra e a força de vontade, marca registrada dos dois times.

Belletti acabou expulso deixando os mineiros com um a menos. No fim, após uma das finais mais “dramáticas e cardíacas”, segundo os corintianos, o Timão conseguiu segurar o empate em 0 a 0 com o Galo, e levou pela terceira vez em sua história o título do Brasileirão.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook