Últimas

Acusado de matar mulher durante missa em Minas Gerais é preso em Goiás

Confis
Confiso foi enviada por udio para grupos de Whatsapp. Foto: Reproduo/Facebook

Policiais militares prenderam nesse sábado (8/10), em Rio Verde (GO), o empresário Marcos Ferreira da Silva, 43 anos, suspeito de ter matado a facadas, na noite de sexta-feira, a também empresária Simone Marca, 30. Os dois haviam sido amantes, mas a relação estava terminada. O crime ocorreu dentro da Catedral São José, em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, durante a celebração de uma missa de sétimo dia. Marcos gravou uma confissão e a enviou por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp para amigos.

No momento do assassinato, cerca de 80 pessoas estavam no templo. Simone ocupava um dos primeiros bancos, ao lado do atual namorado. Segundo testemunhas, Marcos entrou no local munido de uma faca e desferiu cinco golpes na vítima, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia apura se o crime foi motivado apenas por ciúmes. Há informações de que Simone teria denunciado o empresário por furto, levando-o a ser preso, episódio mencionado pelo suspeito na gravação. Depois do ataque, houve princípio de pânico na igreja e o assassino fugiu.

No arquivo de áudio enviado pelo WhatsApp, Marcos, que é dono de um jornal em Ituiutaba, afirma que matou Simone porque a amava. “Não tenho força. Eu fiz isso porque gostava dela, amava ela. Ela fez tudo isso comigo, estava com o outro lá, me prendeu, fez esse tipo de coisa. Então, eu quero falar pra vocês o seguinte: eu não tenho força, meus amigos. Pelo amor de Deus, vocês não fiquem com raiva de mim. Eu não dou conta, acabou a minha vida. Acabou, acabou tudo”, diz.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook