Últimas

Antes intocável, Willian perde vaga mas ganha nova chance de brigar por posição

Meia do Chelsea retorna ao time titular e jogará ao lado de Philippe Coutinho

Depois da Copa do Mundo de 2014, Willian começou a ganhar destaque com a camisa da Seleção Brasileira. O jogador do Chelsea se tornou um dos preferidos do técnico Dunga, e ao mesmo tempo, um dos jogadores mais regulares da equipe.

 

Era muito difícil imaginar o meia-atacante fora dos onze titulares, mas isso acabou acontecendo graças a uma queda de produção do jogador e os recentes jogos de Philippe Coutinho.

 


(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press / Divulgação)

 

Contra Equador e Colômbia, os dois primeiros jogos do técnico Tite no comando da Seleção Brasileira, Willian não conseguiu apresentar a regularidade de antes, enquanto Coutinho mudou a cara da equipe enquanto esteve em campo.

 

A atual fase dos dois jogadores em seus respectivos clubes também foi um fator importante para que o treinador decidisse começar o jogo contra a Bolívia com Coutinho no time titular e Willian no banco.

 


(Foto: Getty Images)

 

Agora, com Neymar suspenso, Tite optou por escalar Coutinho pela esquerda, posição de origem do meia, e promover o retorno de Willian ao time titular. O novo treinador não perdeu a oportunidade de valorizar o camisa 19.

 

“O fato do Neymar suspenso para o Gabriel não, mas quando falamos de Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo. Que equipe não sente falta? Todas. Mas quem não gostaria de ter Willian ou outras opções como temos? É o senso de equipe. Se o Brasil ficar na dependência do Neymar é porque tem alguma coisa errada. Se ele não contribuir sem a bola também está errado”.

 


(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press / Divulgação)

 

Uma grande oportunidade para o jogador do Chelsea colocar ainda mais fogo nessa disputa entre os dois. Pelo lado direito, Willian é importante, abre bem as jogadas, coloca pressão na saída de bola do adversário e também consegue infiltrar pelo meio-campo.

 

Desta forma, apesar de trocar algumas peças, a Seleção atuará praticamente da mesma maneira que atuou nos dois primeiros jogos contra Equador e Colômbia. 

 

No meio-campo, Giuliano, que fez muito bem o lado direito na última partida, dará lugar ao retorno de Paulinho, que esteve fora por suspensão. 

 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

 

Quem segue intacto é Gabriel Jesus que soma três gols em três partidas com a camisa da Seleção e está cada vez mais se firmando como o camisa 9 da era Tite.

 

A Seleção Brasileira encara a Venezuela nesta terça-feira(11), às 21h30(Brasília), em Mérida. Em caso de vitória brasileira e tropeço do Uruguai, a Seleção assume a liderança das Eliminatórias.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook