Últimas

Após vitória, Doria vira 'cabo eleitoral' de aliados em outros estados

O prefeito eleito de São Paulo, João Doria, saiu da condição de aposta para virar estrela do PSDB. Menos de uma semana depois de somar três milhões de votos e alcançar a vitória já no primeiro turno, o tucano passou a ser procurado para gravar vídeos de apoio a colegas de partido e aliados que continuam na disputa. Até segunda, Doria já havia enviado vídeos para 17 candidatos, que passaram a veicular a imagem do “gestor” ao lado de caciques como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador Geraldo Alckmin.

As produções são personalizadas e gravadas em celular, com duração de 20 a 40 segundos. São voltadas para as redes sociais, com ar espontâneo e informal. “Quanto mais amadora e simples a captação, mais bacana. Ninguém quer receber no WhatsApp um vídeo feito em estúdio, querem espontaneidade, querem ver que foi feito na hora”, diz Daniel Braga, que atuou como coordenador de Mídias Digitais da campanha de Doria e continua trabalhando ao lado do prefeito eleito. 

Entre os 17 candidatos apoiados estão, por exemplo, os tucanos João Leite, de Belo Horizonte, Nelson Marchezan Junior, de Porto Alegre, e Rose Modesto, de Campo Grande, além de Geraldo Julio, do Recife, e Vanderlan, de Goiânia, ambos do PSB. Doria também gravou para candidatos em outras capitais, como Aracaju, Belém, Cuiabá, Maceió, Manaus e Porto Velho.

“O prefeito eleito João Doria alcançou uma grande vitória, muito importante para o País e para o PSDB. A manifestação dele é um estímulo na caminhada que estamos fazendo ao lado da população de Belo Horizonte na direção de uma cidade melhor”, disse João Leite. 

ABC

Em São Paulo, algumas cidades são tratadas com especial atenção, como São Bernardo do Campo, onde o deputado estadual Orlando Morando pode levar o PSDB ao comando da prefeitura após 20 anos. Berço político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e tradicional reduto petista, a cidade do ABC Paulista é comandada por Luiz Marinho (PT) há quase oito anos.

Obter a vitória ali é uma das prioridades dos tucanos neste segundo turno. Para isso, Morando conta com vídeos também de FHC Alckmin, do senador Aloysio Nunes Ferreira e do deputado federal Bruno Covas, vice na chapa de Doria, que participou de carreata de domingo.

O futuro prefeito de São Paulo já havia gravado vídeo para Morando durante o primeiro turno e, com o sucesso obtido nas urnas, foi novamente contatado. De carona na demonstração de apoio dada pelos eleitores, a campanha tucana em São Bernardo incorporou o slogan de Doria, que já era emprestado do governo do Estado: “Acelera, São Bernardo”. A disputa se dará com o deputado federal Alex Manente, do PPS, partido aliado dos tucanos em São Paulo. A liderança está com o tucano, que saiu do primeiro turno com 45% dos votos válidos.

Para Daniel Braga, as solicitações não são uma surpresa. “São Paulo é uma vitrine nacional, e ganhar no primeiro turno potencializou muito a campanha dele”, afirmou o coordenador de Mídias Digitais de Doria.

‘Gestor’ 

A ideia é que Doria ajude a reforçar o discurso de gestor e empresário de Morando, que tem encampado essa imagem desde o primeiro turno. “Amigo faz tudo o que pode para ajudar. Foi isso que fiz e foi isso que ele deve fazer por mim”, disse o candidato sobre o prefeito eleito.

Para o cientista político Rui Tavares Maluf, os pedidos de apoio a Doria confirmam a percepção de que o discurso do gestor e do não político tem boa aceitação entre o eleitorado, para o bem ou para o mal. “É muito provável que as pesquisas internas desses candidatos mostrem isso”, afirmou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook