Últimas

CBGT: cinco lições de Venezuela x Brasil

Sem Neymar, Seleção superou a Venezuela com grande atuação de Gabriel Jesus e assumiu a ponta na tabela de classificação

a noite desta terça-feira(11), a Seleção Brasileira deu mais um grande passo rumo a Copa do Mundo da Rússia em 2018. Sem Neymar, os comandados do técnico Tite derrotaram a Venezuela e com o tropeço do Uruguai assumiram a liderança do torneio.

Logo aos sete minutos, Gabriel Jesus aproveitou uma bobeada do goleiro Hernandéz e com categoria mandou a bola para o fundo do gol,  no segundo tempo Willian bateu com estilo para dar números finais a partida. 

Abaixo, a Chevrolet Brasil Global Tour destava os principais pontos da vitória da Seleção.

 


GABRIEL JESUS CHAMANDO A RESPONSABILIDADE



(Foto: Juan Barreto / Getty Images)

Na ausência de Neymar, foi Gabriel Jesus quem esteve melhor em campo com a camisa da Seleção. O atacante chamou a responsabilidade e mostrou que está cada vez mais amadurecendo com a amarelinha. Logo no início da partida, usou toda a sua categoria e frieza para encobrir o goleiro e abrir o placar. Com personalidade brigou bastante lá na frente, protegeu a bola e não se escondeu em momento algum. 


WILLIAN APROVEITOU A OPORTUNIDADE



(Foto: George Castellanos / Getty Images)

Depois de ter começado a partida no banco de reservas contra a Bolívia, Willian ganhou uma nova oportunidade. Apesar de ter ficado na maior parte do tempo praticamente sozinho pelo lado direito(Daniel Alves subiu menos ao ataque), o meia se movimentou bastante e balançou as redes em uma jogada de inteligência. Ele acompanhou todo o lance de Renato Augusto e apareceu na área para finalizar. Foi melhor que Coutinho em campo, com isso acirra ainda mais a disputa entre os dois, quem será que começa jogando contra a Argentina?


TITE É BRILHANTE



(Foto: Jorge Castellanos / Getty Images)

A Seleção Brasileira é outra, depois de passar por alguns perrengues nesta mesma Eliminatória, a Canarinho agora está numa posição bem tranquila. Com quatro vitórias em quatro jogos, o treinador transformou um time desacreditado em uma equipe extremamente competitiva. Um bom líder, Tite sabe exatamente como estigar a briga por posição no grupo de forma saudável. Quando Willian balançou as redes todos os 23 jogadores foram cumprimenta-ló. Pressão na saída de bola do adversário, compactação, triangulações e muita velocidade, essas são as principais características do Brasil de Tite. 


EXISTE BRASIL SEM NEYMAR



(Foto: Jean Carlos Ramos / Getty Images)

A vitória de hoje serviu para mostrar que a “neymardependência” não é algo que preocupa. Mesmo sem o craque, a Seleção conseguiu fazer um jogo firme, com posse de bola, ataque eficiente e alegria. Jogando um pouco abaixo dos últimos jogos, é verdade, mas com a postura de sempre, indo em busca do gol e se defendendo muito bem. O Alisson praticamente não trabalhou durante o jogo. O placar poderia ter sido maior se Paulinho e Philippe Coutinho não tivessem perdido grandes oportunidades.

 


O NOVO LÍDER



(Foto: Nelson Pulido / Getty Images)

A vitória de hoje colocou o Brasil na ponta da tabela com 21 pontos, um a mais que o vice-líder Uruguai. A ascensão foi tão grande que em quatro jogos a Seleção somou 12 pontos, marcou 12 gols e sofreu apenas 1. Além disso, a admiração dos adversários voltou. Contra a Bolívia, Marcelo Moreno ressaltou a qualidade do time de Tite, contra a Venezuela, Rafael Dudamel fez o mesmo. Com uma filosofia bem implementada, e uma boa competitividade dentro do grupo, o Brasil está cada vez mais perto da Copa da Rússia.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook