Últimas

China in Goal: Após acusação de Luxa, cinco atletas chineses e um apostador são detidos por suposta corrupção

Cinco jogadores do Pegasus FC, da Primeira Divisão de Hong Kong, e um apostador são investigados por possível manipulação de resultados

Demitido do Tianjin Quanjian, da China, Vanderlei Luxemburgo garante que há corrupção no futebol local. Pouco tempo após a declaração do técnico, o esporte do país entra em choque com cinco jogadores e um provável apostador detidos por supostas combinações de resultados do Pegasus FC, da Primeira Divisão de Hong Kong.

A derrota do atual quarto colocado, por 2 a 1, para o Guangzhou FC sub-19 (composto por jovens chineses) levantou suspeitas, já que o time é tratado pela imprensa local como postulante ao título.

A Comissão Independente Contra a Corrupção (ICAC) divulgou um comunicado confirmando o caso: “Os cinco jogadores detidos talvez tenham conspirado depois de aceitarem subornos de outros elementos, incluindo um apostador suspeito, como prêmios pela manipulação de resultados em quatro jogos”.

O órgão responsável por fiscalizar as supostas corrupções no esporte revela que os valores envolvidos podem superar 10 mil euros (R$ XX mil na cotação atual). A Associação de Futebol de Hong Kong (HKFA) reconhece que a liga é “vulnerável em relação à manipulação de atletas devido aos salários praticados”.

O caso acontece pouco tempo após Vanderlei Luxemburgo alegar que há corrupção no futebol local. Em entrevista ao SporTV, o técnico que comandou o Tianjin Quanjian, da Segunda Divisão Chinesa, fez críticas ao esporte:

“Só armado. Lá é constante. Lá é constante (armado para entregar o jogo). Há alguns anos, muitas pessoas foram presas no futebol da China. Para o futebol chinês (crescer), tem que parar com a própria corrupção no futebol chinês. O presidente da China quer mudar o futebol chinês. Tem enraizadas aquelas coisas ruins que vão sair naturalmente. O presidente da federação asiática me disse que a China deveria mudar o conceito interno”, afirmou.

“Esse Li Weifeng (jogador chinês) tirou o técnico da China do cargo. O futebol chinês vai avançar, mas terá mudança muito grande com as coisas ruins. Tem que fazer diferentes ações do que tem hoje no mercado. Nós tínhamos que avançar porque no segundo turno, os jogos estão todos prontos”, acrescentou.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook