Últimas

Comandante de UPP é ferido e suspeito é morto em tiroteio na zona sul do Rio

O comandante de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e um PM foram baleados durante um intenso tiroteio no Pavão-Pavãozinho, na zona sul da capital fluminense, em confronto nesta segunda-feira.

O capitão Vinícius Apolinário de Oliveira e um policial do Batalhão de Choque da Polícia Militar ficaram feridos. Um criminoso morreu, informa a PM. O comércio na região de Copacabana perto do morro está fechado, e o Túnel Major Vaz precisou ser interditado. Até as 16h, a Rua Professor Gastão Bahiana seguia interditada. Um dos acessos da Estação General Osório do Metrô também foi fechado.

Segundo o comando da UPP, foram registrados diversos ataques de criminosos às bases da PM na comunidade nesta segunda. O comandante da UPP foi ferido por estilhaços por volta das 14h30 e encaminhado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, região central. Foi medicado e liberado em seguida.

Outros dois homens foram baleados em confrontos com equipes da UPP – um morreu. Eles foram socorridos para o Hospital Miguel Couto, na Gávea. Um fuzil AK47 e uma pistola foram apreendidos.

“O policiamento segue reforçado pelo Comando de Operações Especiais (COE) e por outras UPPs da região”, informou o comando da UPP, por nota.

Já o Batalhão de Choque informou que, cumprindo determinação do Comando de Operações especiais, policiais realizaram operação na comunidade do Pavão. Segundo o batalhão, a ação teve como finalidade a repressão ao tráfico de drogas e reforçar o patrulhamento na região.

“Durante a continuidade do patrulhamento, um grupo de criminosos armados, incluindo o chefe do tráfico local foi cercado após intenso confronto por homens do Choque e do CPP no alto da comunidade e se renderam. Pelo menos cinco criminosos foram presos e três fuzis apreendidos”, informou a polícia.

A UPP do Pavão-Pavãozinho foi inaugurada em dezembro de 2009. A população do local é estimada em 10.300 habitantes. As comunidades abrangem uma área de 127.953 m².


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook