Últimas

Começa a apuração no Recife e TRE avalia eleições: 68 eleitores e cinco candidatos detidos

TRE divulgou balan
TRE divulgou balano das detenes nas eleies municipais s 17h deste domingo (02). Foto: Tathiana Pimentel/DP

A apuração dos votos de Pernambuco começa agora, segundo o TRE. O desembargador Antônio Carlos, presidente do órgão, acaba de realizar uma coletiva na sede do Tribunal Regional Eleitoral para declarar a votação deste ano encerrada em todo estado. Segundo ele, aqui, o resultado deverá ser apurado até às 22h deste domingo (02). Vale lembrar que poderá haver segundo turno nas cidades de Olinda, do Recife, de Jaboatão dos Guararapes e Caruaru. As quatro têm população de mais de 200 mil habitantes.

Ao todo, 68 eleitores e cinco candidatos foram detidos em Pernambuco até as 17h. Em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, o candidato Jairo da Justiça (PC do B) foi detido por boca de urna e arregimentação de eleitores. Em Santa Maria da Boa Vista, Sônia Medrado foi detida por boca de urna. E em João Alfredo, o candidato Fulvio Cavalcanti (PP), foi detido por compra de votos. O candidato a vereador em Olinda Matheus Lins (PC do B) e o candidato a vereador em Macaparana Pelé (DEM) também foram detidos. Todos tiveram termo de ocorrência registrado e deverão se aprensentar à Justiça após as eleições.

224 urnas eletrônicas apresentaram defeito e foram substituídas, mas não houve necessidade de votação manual no estado. 11 municípios registraram queda de energia elétrica.

Alessandro Carvalho, secretário de Defesa Social, avaliou as detenções de candidatos e eleitores por boca de urna: “Boca de urna é natural, é uma questão de mudança de cultura. Mudamos a legislaçãoo para proibir que se jogasse santinho nas ruas, e percebemos que se reduziu bastante essa prática. Não houve necessidade de nenhum deslocamento grande de etivo para problemas de segurança. O planejamento teve bom resultado, nós conseguimos prever o que ia acontecer. Não foi um trabalho só da polícia militar e da polícia civil, mas também tivemos apoio do ministério público eleitoral e não precisamos de apoio da força nacional”, declarou.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook