Últimas

Como Schweinsteiger se perdeu no United – e não é tudo culpa de Mourinho

O meio-campista ex-Bayern de Munique, em claro declínio no Old Trafford, deve deixar os Red Devils em janeiro

A situação descrita por Per Mertesacker esta semana como “perversa” é considerada por muitos torcedores de futebol em todo o mundo um episódio totalmente bizarro e imprevisto. O ostracismo de Bastian Schweinsteiger no Manchester United levou um dos heróis esportivos mais famosos do mundo a treinar sozinho.

Schweinsteiger chegou a Old Trafford em 2015 como capitão da Alemanha e atual campeão mundial, mas as rachaduras começaram a aparecer em seu jogo sob o comando de Pep Guardiola no Bayern de Munique, com o agora chefe do Manchester City insistindo que o corpo do meio-campista tinha minado suas tentativas de alongar sua carreira. “Ele é um grande jogador, mas infelizmente, durante os últimos três anos, ele nunca esteve em bom estado”, garantiu Guardiola.



GOAL VEJA TAMBÉM: GOAL
BR16: A seleção da rodada | “Messi quer ser Peter Pan” | CR7: “Sou o melhor do mundo”


E, na verdade, as palavras de Guardiola se revelaram profética quando o alemão jogou com Louis van Gaal. Ele perdeu quase toda a segunda metade da temporada, devido a uma lesão no joelho, enquanto o gerente holandês admitiu estar “muito desapontado” com as performances do jogador.

“Em dezembro eu disse que esperava mais e ele estava muito decepcionado que eu disse isso, mas eu acho que eu posso dizer isso porque a minha expectativa é maior”, disse Van Gaal. “O Manchester United comprou ele, mesmo que ele tenha 31 anos, então eu tive que convencer ele, porque ele é um jogador muito bom e ele sempre dá mais equilíbrio à equipe”, continuou o holandês.

(Fotos: Getty Images)

Agora com Mourinho, não há novidade. Apenas mais do mesmo, os problemas físicos e a falta de espaço do jogador são cada ves mais evidentes. Tendo afirmado recentemente que o Manchester United seria o seu último clube europeu, agora parece altamente provável um futuro na Major League Soccer para Schweinsteiger.

Onde quer que ele vá, sua situação atual é, sem dúvida, sua própria culpa. E enquanto Mourinho foi pintado como o vilão por parte da imprensa, até mesmo o próprio alemão revelou que respeita a decisão do gestor.

(Foto: Getty Images)

“Tivemos conversas e eu não tenho nenhum problema com José Mourinho. Tivemos uma boa conversa e ele me disse o que pensa e eu também sei o que eu quero”, disse o alemão após a sua despedida da seleção da Alemanha, em setembro. “Há respeito entre nós e isso é importante para mim. Eu certamente não vou parar de jogar futebol”, acrecentou ele.

Onde exatamente ele vai jogar ainda não está claro, mas todas as partes estão agora trabalhando no sentido do pesadelo de Schweinsteiger no Manchester United acabar durante os próximos três meses.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook