Últimas

Concentrado no Palmeiras e Seleção, Gabriel Jesus espera “choque” no Manchester City

O atacante elogiou o futebol coletivo do Brasil, e revelou conversas com Fernandinho para se adaptar rápido ao futebol inglês

Pouco depois de Philippe Coutinho dar entrevista coletiva, Gabriel Jesus respondeu às perguntas feitas pelos jornalistas. Artilheiro do Palmeiras no Brasileirão, o futuro jogador do Manchester City vem mostrando excelente forma no ataque da Seleção. Confira os principais momentos da entrevista!

Desfalque de Neymar e boa fase como goleador

“Eu fico muito contente com o meu momento aqui na Seleção, e no Palmeiras. Eu quero sempre estar ajudando lá e aqui também. Não importa quem jogue. Fico muito feliz de ter recebido passes e ter dado passes para Neymar. Jogando coletivamente, o individual aparece. Isso é que é importante”.

(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

“A Seleção é muito coletiva hoje. Quando o coletivo aparece, o individual vai aparecer também. Temos que dar sempre preferência para o coletivo. Temos que jogar pro Brasil. Ninguém é protagonista. Temos que fazer o que a gente vem fazendo (…) o Neymar não vai jogar. Então, tomara que ninguém apanhe (risos)”.

Chance de liderar a Eliminatória e prognósticos para o Mundial de 2018

“A gente vai em busca da vitória. Se tratando do país do futebol, tem que conviver com vitórias. Não vai ser um jogo fácil (contra a Venezuela), como não tem sido nenhum.

(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

Não nos importamos com os outros resultados. Claro que é importante, mas temos que fazer nossa parte primeiro”.

“A Copa do Mundo está muito longe. Tudo pode acontecer. Se tratando de seleção brasileira, que tem muitos jogadores de qualidade, é preciso trabalhar e estar sempre melhorando para me firmar”.

O que esperar da Venezuela, no próximo dia 11?

“A gente tem que saber sofrer dentro do jogo, o que é normal. A seleção brasileira tem que sempre jogar um futebol bonito, mas tem que aprender a sofrer.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Klopp ‘melhorou’ Coutinho | Opinião: Neymar foi ‘moleque’ | “Neymar só não passará Pelé”


A comissão vai passar tudo sobre a Venezuela, estádio e cidade, e temos que nos adaptar o mais rápido possível”.

Dicas de Fernandinho, sobre o Manchester City

“Quanto mais conhecimento sobre a minha chegada, é melhor. Vai ser um choque para mim. Falei muitas coisas sobre tudo que pode me ajudar. Creio que ele vai me ajudar lá. Mas minha mãe vai junto também”.

Cuca, Tite e Guardiola

“Não esqueço de nenhum treinador. Todos foram importantes. Me ensinaram muito. O Cuca, o Tite, aqui na Seleção, o Guardiola, no ano que vem. Fico muito contente”.

O que melhorar?

“Eu dava muita preferência para o meu comportamento dentro de campo, de às vezes perder a cabeça. Quando o time está perdendo, mistura tudo, fico chateado, não é querendo aparecer. Saía do controle um pouco, mas eu melhorei. Nunca está bom, e temos que trabalhar para melhorar sempre”.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook