Últimas
POLICIAL

Convocados da RT-2012 podem não se formar soldados por causa da idade

Recomendação da PGE faz referência a 150 alunos com 30 anos ou mais. Na reserva técnica da PM desde 2012, eles só foram convocados este ano.

 

150 alunos do Curso de Formação de Praças da Polícia Militar de Alagoas (PM) podem ser impedidos de se formar soldados por causa da idade. Todos eles foram convocados da reserva técnica de 2012, mas atualmente têm 30 anos ou mais, idade que extrapola o limite para ingresso na corporação.

A recomendação para que eles não se formem é da Procuradoria Geral do Estado (PGE). A assessoria da PGE confirmou que foi expedida uma recomendação, mas que deve se pronunciar por meio de nota.

A PM informou por meio de nota que está solicitando ao Gabinete Civil do Estado uma nova análise do caso. Até que uma decisão definitiva seja tomada, os alunos que excederam o limite máximo de idade para o ingresso na corporação seguirão matriculados no curso. Quem já concluiu o curso, terá que aguardar uma definição sobre a formatura.

De acordo com o presidente da União dos Policiais Militares de Alagoas (UPM-AL), coronel Ivon, os alunos foram surpreendidos com a notícia.

“O governo passou quatro anos para convocar a reserva técnica. Quando o fez, alguns deles já haviam passado dos 30 anos. O estado sabia disso, mas ainda assim permitiu que eles se matriculassem no curso de formação, que se iniciou em 25 de janeiro e durou 9 meses. E hoje, eles receberam do comando da PM a notícia de que não poderão se formar”, explica o coronel.

Uma comissão de 50 alunos esteve hoje à tarde no Palácio do Governo, para tentar se reunir com algum representante do Estado e debater o assunto, mas não conseguiu.

“Como não fomos recebidos, achamos melhor vir logo para o escritório jurídico que acompanha a UPM, e entendemos que devemos entrar com um mandado de segurança na terça (11), para evitar que o Estado cometa um grande erro. São 150 profissionais de segurança pública. Alagoas ainda é um dos mais violentos do país, e precisa desse reforço”, conclui o coronel.

A advogada da UPM, Helenice Morais, explica que o mandado de segurança que será impetrado na terça será direcionado aos alunos que já concluíram o curso e aguardam formatura.

"Esperamos que o DOE traga esses nomes, pois a partir disso iremos elaborar a ação. Entraremos com outra ação posteriormente, para os outros PMs que ainda não concluíram o curso ou que já terminaram e se formariam nos próximos meses, mas que já sabem que não poderão, por causa da idade", explica Helenice.

 

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook