Últimas

Delegado diz que atirador planejou atentado em Goiás

O delegado da Superintendência da Polícia Judiciária de Goiás, Gustavo Carlos Ferreira, disse nesta sexta-feira que o autor dos tiros que mataram o candidato a prefeito de Itumbiara, José Gomes da Rocha (PTB) e feriram o vice-governador do Estado, José Eliton (PSDB), planejou o atentado. Segundo ele, o atirador se posicionou à frente do trajeto da carreata e esperou cerca de dez minutos até a chegada do veículo em que estavam os políticos. “As imagens que obtivemos e os depoimentos mostram ter havido um planejamento mínimo e que ele sabia bem o que estava para fazer, bem como as possíveis consequências”, afirmou.

O autor dos disparos que mataram também um policial militar e feriram um advogado da prefeitura foi morto pelos policiais que faziam a segurança da carreata. Ele foi identificado como o funcionário municipal Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos. De acordo com o delegado, houve relatos de uma discussão acirrada envolvendo Amaral e o candidato antes do crime. O servidor entrou com ação contra a prefeitura, há vários anos, para reclamar horas extras e desde então virou desafeto de Zé Gomes. Segundo o policial, ainda é preciso confirmar se houve o entrevero.

O prefeito de Itumbiara, Francisco Domingues de Faria (PTB), conhecido como Chico Balla, disse que Amaral, tinha experiência com armas, pois costumava caçar capivaras. Segundo ele, o servidor estava licenciado da prefeitura e trabalhava como cabo eleitoral para um candidato a vereador adversário de Zé Gomes. A Secretaria da Segurança Pública de Goiás destacou uma força-tarefa com 13 delegados e mais de 50 policiais para investigar o caso. Uma equipe da Polícia Federal com três delegados e dez agentes também está na cidade.

Depois do atentado, adversários de Zé Gomes redobraram os cuidados por medo de uma possível retaliação de seus aliados. O candidato a prefeito pelo PR, Álvaro Guimarães, cancelou parte da agenda de campanha e pediu proteção policial. Uma viatura da Polícia Militar permanece em frente à sua casa e os familiares evitar sair às ruas. Na noite do atentado, uma empresa de Guimarães foi alvo de vandalismo.

Visita

O governador do Estado, Marconi Perillo (PSDB), desembarcou em Itumbiara na manhã desta sexta-feira, após chegar de viagem dos Estados Unidos, e visitou o cemitério onde o corpo de Zé Gomes foi sepultado. Ele também se reuniu com parentes das vítimas – além de Zé Gomes, o cabo Vanilson Pereira. Segundo sua assessoria, Perillo seguiria no fim da tarde para o Hospital de Urgência Governador Otávio Lage (Hugol) para visitar o vice-governador José Eliton e o advogado Célio Rezende, baleados no atentado. Os dois já deixaram a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital e, segundo o boletim médico, seguem em tratamento numa clínica cirúrgica, em estado estável, conscientes e respirando sem ajuda de aparelhos.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook