Últimas

Exclusivo: Willian Arão foca no título Brasileiro, fala sobre virar ídolo do Fla e revela inspiração

Jogador de 24 anos é o maior ladrão de bolas do campeonato e uma das principais referências do time Rubro-Negro que está na vice-liderança do Campeonato Brasileiro

Depois de ser um dos destaques da campanha que colocou o Botafogo de volta a Série A do Campeonato Brasileiro, Willian Arão chamou a atenção de vários clubes mas optou por acertar com o rival Flamengo no final de 2015. A transferência do jogador é motivo de divergência entre os dois clubes até hoje. 


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
“Saída de Cuca é mentira” | 10 mudanças na Libertadores | Scarpa tieta Juninho


 

Polêmicas a parte, o volante que chegou ao Rubro-Negro sob a batuta de Muricy Ramalho logo conquistou a torcida e se tornou uma das referências do time. Para ele, a recepção dos torcedores e dos companheiros foi um dos principais fatores para essa rápida adaptação.

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

“A recepção que eu tive por parte dos torcedores, companheiros de time eda diretoria me ajudou muito nessa rápida adaptação. Outra coisa que facilitou foi o fato de não ter mudado de cidade. Já estava adaptado ao Rio de Janeiro. Eu recebi muito apoio desde quando cheguei. Nunca me questionaram por eu ter vindo de um clube rival. Me senti muito à vontade desde o início.” afirmou o volante em entrevista exclusiva à Goal Brasil.

 

O primeiro semestre foi fundamental para a consolidação do jogador no novo clube. Escalado com liberdade no meio-campo, Arão chegava com bastante frequência ao ataque e se tornou, inclusive, o artilheiro do time. Com a saída de Muricy e a entrada de Zé Ricardo, porém, ele passou a ter mais responsabilidades na marcação. 

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

“Eu tinha liberdade com o Muricy e tenho com o Zé também. Só que o estilo de jogo é diferente. Pelas características do time do Zé, as vezes eu tenho que segurar mais um pouco para dar liberdade para o pessoal da frente. Me sinto bem atuando das duas maneiras. Não tenho uma preferida.”

 

Se Willian Arão cumpriu bem seu papel como elemento surpresa no ataque, na marcação não tem sido diferente. O camisa cinco é hoje o maior ladrão de bolas do Campeonato Brasileiro liderando as estatísticas de desarmes ao lado de Fágner, do Corinthians. 

 

 

Considerado um ponto de equilíbrio no meio-campo Rubro-Negro, o volante de 24 anos revelou quem é a sua principal inspiração na posição.

 

“Um cara que eu admirava muito em campo era o Vampeta, marcava, chegava para finalizar, entrava na área. Me inspirei no estilo de jogo dele.

 


(Foto: Getty Images)

 

Com 53 pontos, um a menos que o líder Palmeiras, o Flamengo vive um momento bem distindo dos primeiros meses do ano onde foi eliminado de três competições e chegou ao Brasileirão sob desconfianças da torcida. Segundo Willian Arão, o elenco aprendeu com os erros cometidos no início da temporada e agora está focado em apenas um objetivo.

 

 

“Nós aprendemos com os erros cometidos e não queríamos mais repetir. O time se reforçou, teve a efetivação do Zé Ricardo que implementou o estilo de jogo dele e deu certo. Nosso grupo é forte, muito competitivo, e conta com jogadores experientes. Nosso dia a dia é de trabalho. Estamos focados no objetivo de chegar ao título.”

 

Caso conquiste o Campeonato Brasileiro, Arão dará um importante passo para entrar no hall dos ídolos do Flamengo, questionado sobre essa possibilidade o jogador foi direto.

 


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo)

 

“Já pensei(ser ídolo do Flamengo), mas para isso tenho que conquistar títulos aqui. Por isso, trabalho duro todo dia. Para dar o meu máximo sempre.”

 

Neste sábado, o volante terá mais uma oportunidade de mostrar seu bom momento dentro de campo, o Flamengo encara o São Paulo, no Morumbi. A partida é válida pela vigésima oitava rodada do Brasileirão. Em caso de vitória o Rubro-Negro dormirá na liderança da competição.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook