Últimas

Filme 'Que horas ela volta?’, com Regina Casé, fatura 7 prêmios no Rio

Regina Casé em prêmio de cinema no Centor do Rio (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)Regina Casé em prêmio de cinema no Centor do Rio (Foto: Roberto Teixeira/ EGO)

O grande destaque do 15° Grande Prêmio de Cinema, evento que aconteceu no Theatro Municipal, noC entro do Rio, na noite desta terça-feira, 4, foi o filme “Que horas ela volta?”, que tem roteiro de Anna Muylaert e Regina Casé. O longa venceu sete prêmios, nas categorias roteiro original, montagem ficção, filme voto popular, atriz coadjuvante, atriz principal, direção e longa ficção.

“Demorei 19 anos para chegar a esse filme pronto. É o meu trabalho mais maduro. Dedico esse prêmio aos atores, que me ajudaram a terminar esse filme”, disse Anna Muylaert ao subir ao palco para receber o primeiro prêmio, de melhor roteiro original. “Estou emocionada demais”, completou ela recebendo prêmio de melhor direção.

Camila Mardila (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Camila Márdilla (Foto: Roberto Teixeira / EGO)

Regina Casé, que brilhou como a protagonista do filme, falou ao EGO antes do prêmio. “Ganhamos vários prêmios por este filme fora do Brasil, mas dentro foram poucos. É um filme que marcou minha trajetória e que merece todos os prêmios. Estou ansiosa e desejando vida longa ao cinema”, disse ela, que completou no palco: “Estava com muita saudade de atuar. Meu filho tinha acabado de chegar, era um bebezinho, naquele momento a única coisa que eu queria era ser mãe, mas me apaixonei tanto pelo filme, que agarrei esse papel com força.”

A atriz que deu vida a jovem Jéssica, Camila Márdilla, também falou sobre o longa, que marcou sua carreira. “Era uma menina mesmo, e precisava aparentar isso no filme. Ele foi gravado faz alguns anos, mas até hoje está rendendo boa repercussão e prêmios. Hoje é um dia de festa, o elenco todo está aqui, estamos concorrendo em várias categorias, e matando saudade uns dos outros. Me chamam de Jéssica na rua até hoje, e eu vesti mesmo a personagem, porque ela é importante politicamente.”

“Que horas ela volta?” traz ainda Michel Joelsas (Fabinho), Karine Teles (Bárbara), Lourenço Mutarelli (Carlos) e Luís Miranda. O filme conta a história da pernambucana Val, uma mulher que deixou a filha e foi trabalhar como empregada doméstica em São Paulo. Treze anos depois, sua filha, Jéssica, se muda para perto da mãe com a ideia de entrar na faculdade. O jeito desinibido e politizado da garota não agrada os patrões da mãe Val.

Renato Aragão no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Renato Aragão (Foto: Roberto Teixeira / EGO)

Noite de homenagem
O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2016 homenageou o diretor Daniel Filho. Ele acumula em seu currículo mais de 86 novelas, 51 minisséries e seriados, além de 18 musicais e 108 filmes. Foi o diretor de sucessos como “Se eu fosse você” (1 e 2) e esteve envolvido em alguns dos clássicos do cinema nacional, como “Carandiru”, “Cidade de Deus” e “2 Filhos de Francisco”.

Para falar de Daniel Filho, Renato Aragão – que trabalhou com o diretor em “O Cangaceiro Trapalhão” – agradeceu ao microfone: “Fiz um único e grande filme com ele, que marcou a minha vida por trabalhar com uma pessoa tão talentosa. Sou muito grato.”
O diretor agradeceu a homenagem, que contou também com um trailer mostrando melhores momentos da carreira de Daniel Filho ao som de “Faz parte do meu show”, da Cazuza. “Aos sete anos de idade eu matava aula para ir ao cinema. É a minha vida. Cinema é democrático, e conta história, informa, e o mundo todo fica encantado. Estou muito feliz por essa homenagem.”

Organizada pela Academia Brasileira de Cinema, a premiação se dividiu em 25 categorias. O filme “Que horas ela volta?”, de Anna Muylaert, foi o líder de indicações (14 no total), seguido de “Chatô – O Rei do Brasil” (12), “Casa grande” (10) e “A hora e a vez de Augusto Matraga” (8).

Entre outros prêmios destaques, melhor ator coadjuvante ficou para Chico Anysio, por “A hora e a vez”. Melhor atriz coadjuvante para Camila Márdilla, por “Que horas ela volta?”. Marco Ricca ganhou o prêmio de Melhor Ator por “Chatô”.

Prêmios de ‘Que horas ela volta?:
– Melhor roteiro original
– Melhor montagem ficção
– Melhor filme voto popular
– Melhor atriz coadjuvante: Camila Márdila
– Melhor atriz: Regina Casé
– Melhor direção: Anna Muylaert
– Melhor longa ficção

Camila Mardila (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Camila Márdilla (Foto: Roberto Teixeira / EGO)
Homenagiado da Noite Daniel Filho (Foto: Roberto Teixeira / EGO)Homenagiado da noite: Daniel Filho (Foto: Roberto Teixeira / EGO)

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook