Últimas

Jesus ainda aparece a pessoas em sonhos, afirma apologeta

17/10/2016 – 15:00

Testemunhos vêm se multiplicando nos últimos meses



Jesus ainda aparece a pessoas em sonhos, afirma apologeta Jesus ainda aparece a pessoas em sonhos, afirma apologeta

Jesus ainda aparece para as pessoas em sonhos, mesmo para aquelas que rejeitam o Evangelho, afirma o apologeta Barry Leventhal. Essa declaração foi dada durante a Conferência Nacional de Apologética Cristã em Charlotte, Carolina do Norte, na última sexta-feira.

Nascido em uma família judia, Leventhal converteu-se a Jesus na adolescência. Escritor, ele é professor de Missões e Ministérios e diretor da pós-graduação do Seminário Evangélico Southern.

Em sua prédica na Conferência, compartilhou o testemunho de um judeu chamado Joseph, que durante o Holocausto foi forçado a trabalhar em um campo de concentração nazista. Esse homem havia jurado vingança contra seus vizinhos luteranos, que se recusaram a ajudá-lo e à sua família.

“Ele fez um voto: nunca iria deixar de odiar seus vizinhos cristãos e sempre odiaria o seu Deus cristão e Jesus seria seu inimigo enquanto ele vivesse”, resumiu o apologeta.

“Seu ódio pelos cristãos e o Jesus deles crescia a cada dia, até que em uma noite escura, em seu beliche no campo de concentração, Jesus apareceu a Joseph. Aquela noite iria mudar a sua vida para sempre”, enfatizou. O judeu ouviu apenas as palavras: “Joseph, eu te amo. Eu morri por você. Você vai sobreviver.” De fato, aquele homem sobreviveu e se tornou um cristão.

Leventhal afirmou que há muitos relatos de que, assim como Deus apareceu para pessoas na Bíblia, Jesus continua se revelando hoje em dia através de sonhos e visões. Resgatando a história bíblica de Saulo de Tarso, explicou que há muitos “Paulos” modernos, que inclusive perseguiam cristãos até se encontrarem com Cristo.

Além de Barry Leventhal, a Conferência de apologética teve como palestrantes Norman Geisler, Richard Land, Jay Sekulow e Josh McDowell, possivelmente o apologeta mais conhecido do mundo, graças a seus livros, sendo “Mais que um carpinteiro” o mais famoso.

Missionários colecionam testemunhos

O assunto abordado por Leventhal parece estar em alta nesses dias onde seguidamente surgem relatos de muçulmanos que estão se convertendo através de experiências sobrenaturais. Apesar de serem contestados por muitos, esses relatos são amplamente divulgados pela internet.

Um dos mais conhecidos foi relatado por missionários da JOCUM que trabalham no Oriente Médio. Trata-se da história de um ex-soldado do Estado Islâmico que “realmente gostava de matar os cristãos”, embora soubesse que aquilo era errado.

O homem, cujo nome nunca foi divulgado, sonhou com um homem vestido de branco (que ele identifica como Jesus), pouco antes de matar um cristão ouviu algo surpreendente de uma de suas vítimas. “Eu sei que você vai me matar, mas lhe dou a minha Bíblia”.

Após executar aquele cristão, realmente ficou com a Bíblia e começou a lê-la. Dias depois, em outro sonho, Jesus pediu-lhe para segui-lo e ser seu discípulo. O jihadista se arrependeu, abandonou o islamismo e hoje está comprometido a espalhar o Evangelho.

Existem também testemunhos de aparições a várias pessoas ao mesmo tempo. Erick Schenkel, diretor-executivo do Projeto Filme Jesus relata que um grupo de refugiados muçulmanos afirma ter visto Jesus no mar Egeu.

Eles estavam em um barco atravessando do norte da África para a Grécia. O vento forte e as ondas altas ameaçavam virar a embarcação. Os refugiados estavam com medo e temiam morrer afogados. Todos começaram a clamar a Deus em voz alta.

De repente, uma “figura divina brilhante apareceu a eles”, relata Schenkel. “O barco inteiro sabia que era Jesus”, insiste, acrescentando que eles o ouviram dar um comando e as águas se acalmaram imediatamente, salvando suas vidas.

Semanas depois, os refugiados foram atendidos por cristãos que, ouvindo o relato, começaram a fazer grupos de discipulado e de estudo da Bíblia. Com informações de Christian Post


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook