Justiça de SP manda soltar consultor financeiro acusado de matar a ex-mulher

A Justiça de São Paulo determinou a revogação da prisão temporária do consultor financeiro Chateaubriand Bandeira Diniz Filho, de 51 anos, preso por suspeita de matar a ex-mulher, a bancária Mariana Marcondes, de 43, após uma discussão, em 17 de setembro. O crime aconteceu no apartamento em que eles moravam, no bairro do Belém, na zona leste.

Segundo as investigações da polícia, depois da matar a ex-mulher o consultor foi para o Rio de Janeiro junto com os filhos de 6 e 9 anos. As crianças foram deixadas com os avós. Ele chegou a ser considerado foragido da Justiça e teve a prisão temporária decretada. Diniz Filho se entregou à polícia no dia 20 e confessou o crime.

O juiz Roberto Zanichelli Cintra, do 1º Tribunal do Júri, foi quem determinou a soltura do suspeito após avaliar o pedido dos seus advogados. O magistrado considerou em sua decisão que o consultor se apresentou espontaneamente à delegacia, confessou o crime, e só foi até o Rio de Janeiro para resguardar os filhos, retornando para São Paulo, em seguida.

Cintra afirmou em seu despacho que “tais circunstâncias não indicam que o indiciado pretende furtar-se à ação da Justiça ou atrapalhar as investigações” e também pelo fato de os trabalhos da polícia estarem praticamente encerrados.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook