Últimas

Manchester City e Messi estimulam o Barcelona

Apesar de não exibir um grande jogo coletivo, catalães reencontraram o caminho da vitória e recuperaram o argentino antes de receber o Manchester City pela Champions

Estava fazendo mais falta do que nunca para o Barcelona um resultado como o do último sábado (15) sobre o Deportivo La Coruna. Os catalães não venciam em casa pelo Campeonato Espanhol desde o jogo de estreia, quando derrotou o Betis, e por isso a vitória por 4 a 0 serviu para recuperar a confiança perdida nos últimos jogos, algo fundamental pensando no complicado jogo da próxima quarta-feira (19) contra o Manchester City de Pep Guardiola, que não passou de um empate com o Everton.

No entanto, o Barcelona ainda tem muito trabalho pela frente. O jogo coletivo só funcionou contra o Deportivo em alguns momentos. Foi a qualidade dos jogadores do Barça, assim como um Rafinha Alcántara que vive uma evolução muito interessante neste trecho inicial da temporada, e outros elementos que facilitaram a vitória confortável sobre o time de Gaizka Garitano, que pouco podia fazer contra uma equipe convencida da necessidade de vencer no sábado para jogar quarta-feira, sem a pressão extra que teria significado um novo tropeço em casa.

 Getty Images

Rafinha não deu nenhuma opção ao Deportivo. Ele abriu o placar com dois gols, demonstrando que, está pronto para ser titular. Luis Suárez fez o terceira e Luis Enrique, já pensando no jogo de quarta-feira, colocou o uruguaio no banco para descansar. Leo Messi marcou na primeira bola que tocou – dois minutos após entrar no jogo – e três semanas depois de se lesionar, o que desorientou ainda mais o Deportivo no Camp Nou.

Assim, o MSN não jogou junto contra o Deportivo, mas, sem dúvida, estarão juntos contra o City. Os três mostraram que estão ligados, embora Neymar não tenha balançado as redes, deu assistências que certificam que o tridente está pronto para brilhar novamente, inclusive na Liga dos Campeões.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
A paixão de Dani Alves pelo Barça | Messi estreou há 12 anos | Real não depende de “galáticos”



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook