Nenê explica queda de rendimento e promete reação do Vasco

O camisa 10 garantiu que está bem fisicamente, mas lamentou falta de gols: “não está acontecendo como antes”

Em meio à crise recente que fez o Vasco ligar o sinal de alerta na Série B, Nenê falou sobre o atual momento do Cruzmaltino. O camisa 10, que assim como a equipe caiu de rendimento nas últimas partidas, disse acreditar que as cobranças da torcida são justas e garantiu: a melhora tem que vir de qualquer jeito.

“Se não for na técnica, tem que ser na raça”, afirmou o camisa 10, que falou sobre a sua queda de rendimento. O último gol anotado por Nenê foi há quase um mês atrás, no dia 21 de setembro contra o Santos, pela Copa do Brasil.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Tormenta no Vasco | Jorginho revela segredo da Seleção | Série B: classificação


“Nos últimos jogos não fiz assistências nem gols, mas creio que estou jogando bem. Fisicamente estou bem, em termos técnicos às vezes falha. Os jogadores estão mais acostumados com a minha presença e marcam mais. Não sei dizer. Tenho que tentar realmente fazer o time jogar mais. Tento ao máximo sair disso e fazer jogadas de gol e ataque, mas não está acontecendo como antes”, explicou.

“Tenho que tentar realmente fazer o time jogar mais”, disse Nenê (Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama/Divulgação)

“Em relação ao primeiro turno, quando fiz muitos gols, acostumei mal (risos). Os gols eram lucro. Minha função é dar assistência. Acaba que se não faço gol parece que não estou no mesmo nível, mas é coisa normal, faz parte.  Não me sinto mais responsável, porque no grupo somos um só: todo mundo perde, todo mundo ganha. Não é só o Nenê que faz as coisas. Claro que a responsabilidade é grande, porque tenho uma coisa com a torcida muito forte. Então, é normal a cobrança”, seguiu.

O próximo compromisso do Vasco será neste sábado (22), contra o Paraná. A equipe de São Januário é vice-líder da Série B, com 54 pontos – quatro a menos do que o líder Atlético-GO e cinco a mais em relação ao Bahia, 5º colocado.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook