Últimas

Ocupações no Paraná podem prejudicar 2º turno e até Enem, alerta governador

Com cerca de 600 escolas ocupadas por alunos no Estado, o governador do Paraná, Beto Richa, disse nesta terça-feira acreditar que possa haver motivação política por trás do movimento e alertou que a realização do segundo turno das eleições municipais no Estado pode ser prejudicada.

Depois de encontro em Brasília com a secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, o governador relatou que entregou pela manhã as propostas do Estado sobre a Medida Provisória de reforma do ensino médio ao ministro da Educação, Mendonça Filho. Richa citou ainda que no dia 13 deste mês o governo paranaense realizou audiência pública com a participação de cerca 15 mil alunos, pais e professores presencialmente e pela internet e, por isso, ele acredita que as ocupações deveriam se encerrar.

“O movimento questiona a MP que reforma o ensino médio que é uma proposta do governo federal. O estranho é que isso só ocorre no Paraná”, afirmou. “Acredito que deve haver motivação política para isso”, completou.

De acordo com o governador, caso os estudantes não deixem as escolas, o governo paranaense não sabe como conseguirá realizar no fim do mês o segundo turno das eleições municipais com votações nas maiores cidades do Estado. Ele lembrou ainda que a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 5 e 6 de novembro também pode ser prejudicada.

“Esperamos que haja bom senso das lideranças do movimento. Não tem mais razão para continuarem a ocupação. Os únicos prejudicados neste momento são os alunos”, concluiu.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook