Últimas

Ou vai ou racha: Jair Ventura ainda não empatou com o Botafogo

Em 10 jogos como técnico do Glorioso, o filho de Jairzinho acumula sete vitória, três derrotas e nenhum empate

Quando Jair Ventura assumiu o Botafogo, o time carioca era o 15º colocado do Campeonato Brasileiro com apenas 20 pontos. Isso foi na 18ª rodada, assumindo o cargo deixada por Ricardo Gomes, que decidiu ir para o São Paulo. Desde então, o alvinegro emplacou vitórias importantes na competição, subiu para a 8ª posição e se distanciou da briga contra o rebaixamento. E com um fato curioso: sem empatar com o seu novo técnico.  



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Fla-Flu será em Volta Redonda | Interdição do Engenhão foi desnecessária | As probabilidades do Brasileiro


Filho do ídolo Jairzinho, maior artilheiro vivo do Botafogo, Jair Ventura é um cara que corre riscos – para o bem e para o mal. Por isso, das 10 partidas que fez no Brasileirão, ele venceu sete e perdeu três. Nenhum empate. Sim, o treinador poderia ter transformado algumas dessas derrotas em empates, conseguindo pelo menos um ponto, ainda mais porque todas as derrotas foram pelo placar simples de 1 a 0. Mas com Jair não tem meio termo.  

Olhando os resultados do treinador carioca, não é de se imaginar que, na verdade, ele é um homem cauteloso. Tanto que, após a vitória sobre o Corinthians no último final de semana, com 10 pontos à frente do Z-4, Jair Ventura disse que ainda não era hora de pensar em Libertadores, mas sim de chegar aos 46 pontos de “segurança” para evitar um rebaixamento.  

Mesmo sem encantar, o Botafogo mantém um padrão de jogo coletivo e, mesmo enfrentando a desconfiança de muitos torcedores, Jair mostrou que conhece muito bem as peças que tem. Tanto que, em uma das melhores atuações da equipe no Brasileiro, contra o Cruzeiro no Mineirão, na 24ª rodada, o time tinha muitos nomes suspensos no departamento médico, só que ainda assim conseguiu sair com uma importante vitória de 2 a 0.  

Em 10 rodadas, o treinador conseguiu equilibrar o saldo de gols, que agora é de +2, e também elevou o aproveitamento do Botafogo, agora de 48,8%, ou seja, quase metade dos pontos possíveis foram conquistados. É nesse conta que talvez fosse importante conseguir alguns empates, como por exemplo nos duelos contra o Atlético-PR (rival na luta pelo agora G-6) e contra o América-MG (lanterna do Brasileirão), ambos fora de casa. Sempre dá para melhorar e, mais afiado que seu antecessor, Jair já mostrou ser capaz disso. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook