Últimas

Peter e Henrique detonam "lambança" do juiz e indicam complô a favor do Fla

Presidente e zagueiro do Fluminense criticaram a influência extra-campo que decidiu o clássico

O Fluminense resolveu protestar duramente contra o que aconteceu no clássico contra o Flamengo, quando o juiz Sandro Meira Ricci validou um gol tricolor e, só depois de 13min, marcou impedimento do zagueiro Henrique no lance.



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Futebol está atrasado | Veja chances de cada equipe | Notícias do Brasileirão


O presidente do Flu, Peter Siemsen, afirmou que foi a maior lambança que ele já viu no futebol brasileiro e cobrou punições. Porém, baixou o tom sobre a possibilidade de cancelar o jogo. Ele tinha dito que ia fazer de tudo para conseguir isso, mas agora afirmou que não quer macular o Campeonato Brasileiro.

Já Henrique foi ainda mais polêmico quando foi questionado se acredita em um complô a favor do Flamengo. Ele insinuou que o juiz só esperou a influência externa porque o gol foi contra o time rubro-negro. Na opinião dele, se fosse contra outro clube, isso não aconteceria.

Veja as declarações dos tricolores:


Peter disse que foi evidente a influência externa no jogo (Foto: Nelson Perez/Fluminense/Divulgação)

“Eu nunca vi isso e mostra incompetência. Se sou o responsável, o juiz está definitivamente fora dos quadros. Não tem condição mais. Maior lambança que já vi no futebol brasileiro. Hoje estou apenas lamentando o que eu vi”.

“Ele destruiu o final do jogo. Se comunicou com pessoas estranhas durante todo o processo. Inspetor, delegado, PM… Uma barbaridade. Jogadores do banco… Ninguém foi punido. Uma loucura. Ouvi entrevista do Alan Patrick, Arão… todos reconhecem que a decisão foi a partir do que apareceu na televisão”.

“Estamos analisando com a cabeça mais fria o que fazer. Pode ser que a gente encontre outra medida. Não queremos macular campeonato”.

“O árbitro estava meio perdido. Deu o gol e voltou atrás por influência de fora. Acho que temos que batalhar sim, porque são três pontos que fazem a diferença”. 

“O banco inteiro do Flamengo correu em direção ao bandeirinha e falaram. Pessoas que estavam com telefone. Foi coisa extracampo. A TV disse isso, aquilo… Depois apareceu o delegado e falou no ouvido do juiz. É difícil engolir. Não estou dizendo que o errado é o certo, mas a situação extracampo nos atrapalhou.”

“No gol do Flamengo foi falta no Julio Cesar, mas ninguém volta atrás. Não teve opção de sair e fazer alguma coisa. Foi gol e ninguém voltou atras. Então agora vou esperar alguém ver video como eles fizeram. Tem fatores que estão atrás que a gente sabe que existe e é lamentavel”.

“Queria saber, se fosse o contrário, se ia acontecer isso, de ter 13min parado para pensar, escutar opinião de fora e mudar a decisão. Com certeza muito difícil isso acontecer”.

 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook