cajueiro

Prefeitura de Cajueiro corta transporte e universitários fazem protesto

Universitários pedem o retorno do ônibus que os leva às faculdades

 

Um grupo de estudantes universitários se reuniu, na manhã desta quinta-feira (6), às portas da Prefeitura Municipal de Cajueiro, para fazer um protesto em decorrência de problemas com o transporte, fornecido gratuitamente pela prefeitura. Segundo eles, há dias o ônibus está sem fazer o trajeto para a capital.

De acordo com Stephany Jerônimo, acadêmica de Serviço Social e uma das estudantes que integra o movimento, durante o mandato da atual prefeita da cidade, Lucila Toledo, os ônibus foram fornecidos normalmente, mas após as últimas eleições o transporte ficou irregular e, na semana anterior, ele foi totalmente suspenso.

"São três ônibus que beneficiam mais de 120 alunos. Fora os problemas com as idas para Maceió, os motoristas também estão há quatro meses sem receber. Já falamos com seis vereadores atuantes da Câmara e não chegamos a nenhum acordo. Agora esperamos que a prefeitura resolva", relata a estudante.

 

Estudantes alegam que único ônibus fornecido não é o bastante para todos 

FOTO: Cortesia/Stephany Jerônimo

Em relação a acordos de pagar parte da passagem ou do combustível, os estudantes afirmam que existem pessoas que não têm condições de custear esse dinheiro. 

 

A Gazetaweb entrou em contato com a prefeita Lucila Toledo e, segundo ela, o corte de despesas foi necessário para que a atual gestão entregue as contas para o próximo prefeito em dia.

"Infelizmente, foi preciso diminuir a frota. Atualmente, só podemos contar com um ônibus que foi fornecido pelo deputado estadual Bruno Toledo. Vamos ver quem tem carro na cidade para poder entrar em um acordo. A secretária de Administração, Marta Varelo, receberá esses estudantes para que possamos explicar a atual situação", afirma a prefeita. 

 

Grupo ainda ateou fogo em pneus, bloqueando passagem na rua da prefeitura de Cajueiro

FOTO: Cortesia/Stephany Jerônimo

Mesma situação aconteceu no município de Atalaia

 

Um grupo de estudantes universitários do município de Atalia, localizado a 48 quilômetros da capital, fez, nesta quarta-feira (05), um protesto às portas da Câmara Municipal para cobrar a volta do transporte que o município fornecia para que os alunos frequentassem faculdades em Maceió.

O transporte está suspenso há mais de um mês e a maior parte dos alunos não tem condições de custear a passagem. Mais de 300 pessoas estão sendo prejudicadas com esse corte da prefeitura e que caso a situação não seja resolvida, o caso será levado ao ministério público.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook