Últimas

Quase despercebido, Filipe Luís é figura certa na Seleção Brasileira

Jogador é pouco badalado mas esteve presente no elenco dos três últimos técnicos da Canarinho

Chegar a vestir a camisa da Seleção Brasileira é o sonho de qualquer menino que começa a jogar futebol. Sonho esse que nem todos podem realizar, mesmo aqueles que chegam a se destacar no cenário do futebol por vezes não conseguem vestir a Amarelinha.

 


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Filipe Luís revela presente de Tite | Piscina e TV: a vida de Casemiro | Griezmann fala sobre Messi e CR7


Se vestir a camisa da Seleção já é difícil se firmar por longos anos é mais complicado ainda. Poucos jogadores conseguem escrever uma história longa na Canarinho. E o lateral-esquerdo, Filipe Luís está neste seleto grupo.

 


(Foto: Getty Images)

 

A cada lista que se aproxima alguns nomes já podem ser dados como certos, é o caso de Neymar, por exemplo. Outros são surpresas mas existem alguns que estão sempre ali mesmo que não sejam tão badalados. 

 

Filipe Luís foi convocado para defender a Seleção Brasileira pela primeira vez no dia 7 de agosto de 2009, na ocasião, o lateral vestia a camisa do La Corunã e chegava para substituir Marcelo, cortado. 

 

Antes disso, o jogador havia sido sondado para defender as cores da Polônia e da seleção espanhola, já que estava no país espanhol há muitos anos.

 

(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press / Divulgação)

 

Mas optou pela pentacampeã, e começou ali a escrever a sua história. Apesar da convocação, o jogador só entrou em campo pela primeira vez um ano depois, pelas Elimintórias da Copa do Mundo de 2010.

 

Por conta de uma grave contusão na perna direita num jogo entre o La Coruña e o Athletic Bilbao, em janeiro de 2010, o lateral teve que passar por uma cirurgia que o afastou dos gramados por cerca de seis meses. Com isso acabou perdendo as chances de disputar a Copa da África. 

 

Depois disso, o lateral teve que esperar quase três anos para retornar à Seleção. Enquanto Mano Menezes foi o técnico, Filipe Luís não teve chances, mas assim que Felipão assumiu o comandado ele esteve presente na primeira lista.

 


(Foto: Getty Images)

 

Em 22 de janeiro de 2013, o jogador voltava a escrever sua história na Canarinho, com pouco tempo de preparação para a Copa das Confederações e muito trabalho. Felipão demonstrou confiança no lateral que estava cada vez mais consolidado no Atlético de Madrid. 

 

Filipe Luís esteve presente na conquista Copa das Confederações, como suplente de Marcelo, o que não é demérito algum já que o camisa 12 é considerado, depois de Roberto Carlos, o melhor lateral-esquerdo do Real Madrid. 

 


(Foto: Getty Images)

 

Fez parte de toda a preparação para a Copa e, ao contrário de 2010, conseguiu disputar o mundial em 2014, em casa. O sonho que virou pesadelo após a derrota para a Alemanha por 7 a 1 não tirou do lateral o direito de estar na Seleção.

 

Com a saída de Felipão e o retorno do técnico Dunga, Filipe Luis seguiu sendo chamando, nesta altura já estava consolidado como um jogador de seleção. Ele esteve presente em todas as listas do ex-treinador, disputou a Copa América do Chile e a Copa América Centenário, além das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018.

 


(Foto: Getty Images)

 

Foi com Dunga também que ele ganhou a titularidade na Seleção, já que o treinador, após se desentender com Marcelo, parou de chama-ló. Mas recentemente o tetracampeão deixou o cargo e Tite assumiu.

 

Tite, porém, promoveu o retorno de Marcelo a Seleção Brasileira, com isso, Filipe Luís acabou voltando para o banco de reservas, mas nada que desmotivasse o jogador, que segue no grupo.

 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

 

O novo treinador já fez duas convocações e nas duas Filipe Luís foi chamado. Nesta última, o lateral-direito do Real Madrid foi cortado por lesão e Filipe será o titular da posição contra Bolívia e Venezuela. 

 

Nesta terça-feira, em entrevista coletiva na Arena das Dunas, o lateral-esquerdo revelou ter ganhado um livro de presente de Tite e como o treinador lhe disse que havia escolhido Marcelo como titular. 

 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

 

“O Tite demonstra ser uma pessoa extremamente justa. Ele me chamou, disse que tomou a decisão (de escalar Marcelo), não tem como eu não respeitar, e disse que me respeitava e queria me dar um livro de presente. Eu já li. Isso me conquistou. Todo mundo quer jogar, mas não tem como reclamar porque quem joga tem muita qualidade.Todo mundo quer jogar, mas a maneira como o Tite falou comigo me trouxe ainda mais para o lado dele. Quero muito fazer parte desse grupo”.

 

Com características mais ofensivas e agudas, Marcelo é o titular da posição e isso dificilmente é questionado por alguém. Filipe tem um estilo distinto do lateral do Real Madrid, ele defende mais do que ataca e quando sobe ao ataque faz com mais responsabilidade. Pode ser uma boa alternativa para Tite, caso pense em mudar um pouco a forma da equipe jogar, ou precise de mais qualidade na marcação.

 

O que podemos afirmar com certeza é que, mesmo que às vezes passe despercebido, Filipe Luís é merecidamente um jogador de seleção e continuará escrevendo a sua história com a camisa Verde-Amarela.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook