Últimas

Ronaldinho Gaúcho revela o maior arrependimento de sua carreira

Cheio de títulos e prêmios individuais na carreira, o brasileiro lamenta não ter tido mais jogos ao lado de Lionel Messi

Um dos maiores jogadores da história, eleito duas vezes o melhor do mundo e campeão da Champions League e da Copa do Mundo, Ronaldinho Gaúcho não é o tipo de cara que tem muitos arrependimentos na carreira. Na verdade, ele tem apenas um: não ter atuado por mais tempo ao lado de Lionel Messi no Barcelona.  



GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Ter Stegen admite falha | A evolução dos craques no FIFA | Messi volta a treinar


Ronaldinho era o craque do Barça quando Messi estreou profissionalmente na equipe, em 2004, com apenas 17 anos. O brasileiro ainda jogou por mais quatro anos depois disso antes de se mudar para o Milan, mas Messi ainda não era o cara que quebraria dezenas de recordes no futebol e um dos melhores da história – para muito, ainda melhor que R10.  

“Eu conquistei tudo o que eu queria e sou muito grato por isso. É claro, eu teria amado jogador mais com Messi, ele é um grande jogador e eu tenho muita satisfação por tê-lo ajudado no começo da carreira, com uma assistência para o seu primeiro gol. Teria sido ótimo jogar mais com ele, mas neste momento o meu tempo no Barça acabou e era hora de seguir para alcançar coisas novas e ter novos objetivos, então chegou a hora de eu ir embora”, disse em entrevista ao Gulf News.  

“Messi é um grande jogador e a Argentina é uma grande equipe, eu acredito que eles têm uma chance real de vencer a próxima Copa do Mundo. Ele mostra que é o melhor todos os dias. Semana a semana continuando jogando em um nível que revela o quão bom ele é, então não precisa mostrar mais na Copa do Mundo, mas como meu amigo eu sempre desejo o melhor, como a todos os meus amigos”, finalizou. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook