Últimas

São Luís registra novos ataques a prédios públicos na madrugada

A cidade de São Luís, capital do Maranhão, registrou, na madrugada deste domingo (2), sete ocorrências na região metropolitana. Foram quatro ataques a prédios públicos – na Escola Janaina, no bairro do Pirapora, e na Escola Nice Lobão, na Vila Kiola/Estrada de Ribamar, além das tentativas frustradas na Escola Liberano Pereira, na Maioba, e na Escola São Francisco, na Maiobinha –, e três ataques a veículos nos bairros Novo Horizonte, Nova Aurora e Tibirizinho.

Em virtude da onda de violência na região, os ministros Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e Raul Jungmann, da Defesa, estiveram na cidade maranhense e se reuniram com governador Flávio Dino e autoridades locais.

Até agora, 73 suspeitos foram presos. Além disso, a Operação Resposta, realizada na última sexta-feira (30) no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, confirmou 35 detentos como mandantes dos ataques, 23 deles foram transferidos para a Penitenciária Federal de Mossoró (RN) na manhã de sábado (1º).

Tropas federais estão no Maranhão, a pedido do governador, e juntaram-se aos 7.500 homens que atuam para impedir que facções criminosas tentem tumultuar as eleições. Ao todo, são cerca de nove mil homens atuando na Operação Eleições 2016, em todo o estado.

Ataques

Pelo menos três escolas onde haveria votação neste domingo no Maranhão sofreram ações de bandidos na madrugada de sábado. O vandalismo ocorreu em seções eleitorais na região metropolitana de São Luís e em São José de Ribamar.

Duas escolas foram incendiadas e uma delas sofreu danos, com a queima de material didático e de expediente. As urnas que serão utilizadas nas eleições não estavam no local durante os ataques.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook