Últimas

Satanistas invadem igrejas na Espanha e preocupam líderes cristãos

3/10/2016 – 21:00

Hóstias são usadas em rituais de magia negra



Satanistas invadem igrejas na Espanha e preocupam líderes cristãos Satanistas invadem igrejas na Espanha e preocupam líderes cristãos

O padre Fernando Ruiz é responsável por nove igrejas da Diocese de Zamora, na Espanha. Ele revela que existe uma preocupação com as seguidas invasões aos templos por ladrões que invadiram pelo menos 58 templos entre este ano na província.

Segundo os cálculos de Ruiz, somados todos os roubos pode se chegar a 200 por todo o país. Na maioria dos casos o alvo é a caixa de coleta, onde os fiéis depositam doações para as obras da igreja e para atender os necessitados.

Contudo, sabe-se de vários casos onde levam o local onde ficam as hóstias consagradas, que são usadas em rituais de magia negra. Como a maioria dos locais não tem segurança reforçada, tornam-se presa fácil.

Até agora, a Guarda Civil recuperou cerca de 300 objetos roubados de cinco igrejas na província. “As igrejas rurais são pontos fracos: em uma aldeia com poucos habitantes, ninguém ouve ruídos”, lamenta Sergio Llata, vigário geral da diocese de Santander.

Em algumas paróquias existem artes sacras e objetos valiosos banhados a ouro. Javier Morales, chefe do Grupo de Investigação de Patrimônio Histórico da Guarda Civil explica que a crise econômica dos últimos anos pode ter contribuído para um aumento nos casos.

Mas o que realmente assusta é a comprovação de que há ataques motivados pelo desejo de profanação do local. Os atos de vandalismo incluem pichações e decapitação de estátuas, bem como o furto das hóstias, que por causa de seu valor simbólico são usadas em rituais chamados de “missas negras”.

Vicente Jara, um especialista da Rede Ibero-americana de estudo das seitas, assegura que “os grupos satânicos são muito móveis”, difíceis de localizar. Na última década, relatórios indicam que há um crescimento do satanismo na Escandinávia, Itália, Alemanha, Espanha, Rússia, Grécia e Polônia. Além de igrejas, eles profanam cemitérios para fazer suas invocações. Com informações de El País


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook