Últimas

STJD suspende resultado do Fla-Flu da 30ª rodada do Brasileirão

O presidente do STJD confirmou que o processo está em andamento: “determinei a intimação da CBF para não homologar a partida até a decisão final”.

O clássico Fla-Flu, realizado na quinta-feira passada (13) segue apresentando novos desdobramentos nesta segunda-feira (17). O Fluminense anunciou que entrou com recurso no STJD por entender que houve interferência externa em uma decisão do árbitro Sandro Meira Ricci. O clube quer a anulação do jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, e o primeiro movimento do STJD foi o de suspender o resultado.

Segundo o UOL, o presidente do STJD, Ronaldo Piacente, determinou que a CBF suspendesse a vtória por 2 a 1 do Flamengo.

“Já despachei. Recebi o pedido de impugnação de partida e determinei a intimação do Flamengo para se manifestar em dois dias e depois a procuradoria será intimada para também se manifestar em dois dias. Ainda determinei a intimação da CBF para não homologar a partida até a decisão final do processo”, disse Piacente.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Nobre e Bandeira são culpados | Erros a favor do Fla | Erros a favor do Palmeiras


Logo depois do jogo, o presidente do Fluminense, Peter Siemsen, já afirmou que pediria a anulação do resultado. Em entrevista coletiva no dia seguinte, baixou o tom, disse que não queria macular o Campeonato Brasileiro, mas prometeu analisar todas provas para decidir se entraria com o pedido ou não.

A diretoria tricolor entendeu que houve um erro de direito do juiz e por isso acredita que é cabível pedir a anulação do jogo. O clube emitiu uma nota simples para explicar sua decisão: “o Fluminense Football Club vem a público confirmar que depois de analisados todos os vídeos, notícias e evidências no lance do gol anulado do zagueiro Henrique, no Fla-Flu, do último dia 13, em Volta Redonda, entende que ficou comprovada a interferência externa. Em razão desse fato, tomou as medidas cabíveis para que o caso seja analisado pelo STJD”.


Peter Siemsen ficou revoltado com a ajuda externa para a arbitragem (Foto: Nelson Perez/Fluminense/Divulgação)

O STJD pediu um esclarecimento dos juízes sobre o caso: “tendo em vista os fatos amplamente veiculados pela mídia referentes à partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série A de 2016, entre as equipes do CR Flamengo e Fluminense FC, no dia 13/10/2016, em que supostamente os árbitros responsáveis teriam, a partir de uma paralisação de 13 minutos que se iniciou aos 39 (trinta e nove) minutos do segundo tempo, recebido informações do Inspetor da Arbitragem acerca de um gol anulado da equipe do Fluminense FC irregularmente confirmado pela TV, podendo servir para procedimento futuro a ser instaurado por este órgão”.

No clássico, após anular e validar o gol do zagueiro Henrique, uma grande confusão foi formada ao redor de Ricci. A partida ficou paralisada durante 13 minutos e, durante esse tempo, o juiz conversou com o inspetor de arbitragem do clássico, Sérgio Santos, que teria dito ao árbitro: “A TV sabe. A TV sabe que não foi gol”, de acordo com um especialista em leitura labial entrevistado pela Rede Globo. De fato Henrique estava impedido no lance. Ricci anulou o gol e por isso a partida terminou 2 a 1 para o Flamengo. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook