Fim do auxílio emergencial e alta do desemprego afetam milhares de famílias

Com o início da pandemia o Governo Federal divulgou a todos os cidadãos brasileiros o pagamento do Auxílio Emergencial que seria um benefício financeiro destinado a todos os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados com o objetivo de oferecer uma proteção emergencial durante o período de enfrentamento crítico contra o corona vírus.

O pagamento do Auxílio Emergencial teve início no começo do ano de 2020 e durou ate dezembro do mesmo ano. Houve boatos do prolongamento do pagamento, mas que foram negados pelo Governo Federal tendo com isso o fim realmente em dezembro, mesmo com a continuidade da pandemia. Devido a isso consequências foram geradas e milhares de famílias foram afetadas diretamente, já que o pagamento do benefício ajudava muita gente e em muitos casos era a única renda fixa.

Benefícios promovidos pelo Auxílio Emergencial

Com o pagamento do Auxílio Emergencial muitas famílias foram beneficiadas e passaram a contar com o auxílio sendo a única renda dentro de casa. O benefício proporcionou o pagamento de dívidas, a compra de itens essenciais e foi responsável por colocar comida na mesa de muita gente. Mães solteiras foram possibilitadas a manterem a casa e terem uma renda para comprar itens para seus bebês e crianças que muitas vezes são impossibilitadas de comprar devido ao alto custo.

Além de possibilitar o sustento de milhares de famílias o auxílio também foi fundamental para movimentar a economia brasileira que foi muito prejudicada devido a toda crise do corona vírus. Muitas empresas e microempreendedores foram obrigados a fecharem seus negócios e com isso o número de pessoas desempregadas cresceu consideravelmente prejudicando diretamente o mercado.

Durante esse período muitas pessoas foram extremamente gratas ao auxílio pois nunca se imaginaram ganhando essa quantia de dinheiro e através do benefício puderam ter acesso a coisas que para muitos é bobagem, mas para algumas pessoas é a realização de um sonho.

Consequências do fim do pagamento

Com o fim do pagamento, a dificuldade que o mercado vem enfrentando e a falta de vagas de emprego grandes consequências são esperadas para os próximos meses sem o Auxílio Emergencial. Famílias voltam a ficar sem renda prevista e alternativas vão sendo procuradas para conter a situação.

A falta do poder de compra vai atingir diretamente o mercado e as pessoas que passam necessidades, que antes eram amparadas pelo pagamento do benefício, voltam a ter seu futuro incerto. Em momentos assim é possível perceber a importância que o Auxílio teve e um pouco do que está por vir.

Desemprego e desafios

O desemprego já apresentava um número alto no Brasil, e com a pandemia esse número cresceu consideravelmente, podendo ainda continuar crescendo exponencialmente sem o fim da pandemia. Como dar entrada ao seguro-desemprego em 2021? Deve ser algo que os trabalhadores que acabaram sendo demitidos durante esse período e que ficaram sem renda devem se informar, pois na atual situação já é uma grande ajuda e principalmente um direito a todos os trabalhadores brasileiros.